Daniel Akstein Batista/Estadão
Daniel Akstein Batista/Estadão

Jardins, labirinto e casa de bonecas em um castelo de 500 anos

Entre Copenhague e Odense, em plena Ilha de Funen, uma parada ajuda o grupo a entrar ainda mais no clima dos contos de fadas. Afinal, nada como visitar um dos centenas de castelos espalhados pelo país para se sentir dentro de uma das histórias de Andersen.

ODENSE, O Estado de S.Paulo

19 Março 2013 | 02h12

O Egeskov (egeskov.dk) está entre os mais visitados do país: 200 mil pessoas param ali anualmente. O ideal é reservar um dia inteiro para explorar os mais de 11 mil metros quadrados do castelo, erguido em 1554 sobre troncos de carvalho fincados no leito do rio. Dizem que uma floresta inteira foi derrubada para construir o palacete.

Impressiona saber que o local pertence à mesma família há mais de 200 anos - que ainda vive por lá. Por isso, apenas um terço do espaço, aberto ao turismo em 1986, pode ser visitado durante a temporada. Em 2013, por exemplo, será de 26 de abril a 20 de outubro.

Do lado de fora, os imensos jardins encantam à primeira vista. Para completar o clima lúdico, pontes suspensas entre árvores, a 15 metros do chão, são diversão garantida - e ainda oferecem uma vista panorâmica do castelo. Em outra área, um labirinto natural se transforma em uma grande brincadeira.

Não são apenas os jardins que farão as crianças vibrarem com o passeio. Entre os aposentos abertos à visitação, uma sala exibe aquela que é considerada uma das maiores casas de bonecas do mundo. O Palácio Titania demorou 15 anos para ser construído e contém mais de 3 mil objetos.

Também é interessante observar a coleção de brinquedos antigos e a sala de caça: o conde Gregers Ahlefeldt-Lauvig-Bille, a quem o castelo pertenceu entre 1946 e 1985, se orgulhava de suas aventuras pela África. Ao todo, há 11 museus espalhados pelo palácio, como o de carros e motos (um dos meus favoritos).

Lenda. A boneca de madeira que repousa no sótão é isolada por cordões, para que ninguém se aproxime muito. Vai que algum engraçadinho resolve tirá-la do lugar? Acredita-se que, se isso acontecer, o castelo será inundado na noite de Natal. A superstição é tamanha que a boneca permaneceu no mesmo lugar até quando realizaram uma grande obra no castelo, há alguns anos. Prevenir não custa nada... /D.A.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.