Joias no deserto

Aventureiros, fotógrafos, astrônomos, mochileiros. Ou, simplesmente, apaixonados pela natureza. Cercado por montanhas e vulcões, no norte do Chile, o Deserto de Atacama atrai viajantes de diferentes perfis e partes do mundo para observar uma paisagem inóspita, que encanta os olhos e deixa seca a garganta. Não há dúvidas de que estamos em um lugar mágico, onde os espetáculos ocorrem a todo momento: o amanhecer, o voo dos flamingos, os gêiseres, a noite tão estrelada que parece uma pintura.

DENNIS FIDALGO , SAN PEDRO DE ATACAMA, O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2012 | 03h10

Tamanha beleza tem uma razão científica. Trata-se do mais árido deserto do mundo - por causa da altitude, as correntes marítimas do Pacífico não conseguem chegar à área onde está o deserto. Assim, durante 300 dias por ano, não há nuvens - o que permite que a vista alcance até 400 quilômetros de distância.

O clima é extremo, com temperaturas que variam de zero grau, à noite, a 40 graus, durante o dia. Por esse motivo, você precisa redobrar os cuidados com o sol e não esquecer de tomar muita água: estar hidratado é mais do que fundamental.

Em um ambiente tão inóspito, não é de se estranhar que cidades por ali sejam raridade. Calama é a maior delas, mas a maior parte dos turistas acaba se hospedando em San Pedro de Atacama, vilarejo com pouco mais de 3 mil habitantes. Um oásis alimentado por dois rios a 2.400 metros de altitude, considerado a capital arqueológica chilena, onde repousam dezenas de sítios históricos que guardam os resquícios do domínio inca naquela região.

A Rua Caracoles, a principal e mais movimentada via da cidade, é o ponto para quem quer garantir sua cota de souvenirs. Ali estão diversas lojas de artesanato, com trabalhos regionais como agasalhos, gorros e xales (os mais comuns, de lã de ovelha ou lhama), tecidos coloridos, materiais esculpidos em madeira e pedra. Além, claro, de bares e cafés para uma providencial pausa.

Oásis de luxo. Mas o que interessa mesmo a quem viajou para tão longe são os passeios - você pode comprar lá mesmo, nas pequenas agências da cidade. Ou, se preferir se hospedar com todo conforto, aproveitar os roteiros oferecidos por hotéis cuja proposta é a total integração com a natureza. Tierra Atacama, Explora e Awasi são veteranos no assunto - recentemente, o Kunza, resort cinco estrelas instalado a dois quilômetros de San Pedro de Atacama, veio se unir a eles.

Ali, os hóspedes podem usufruir de serviço de primeira e infraestrutura confortável, ideal para relaxar corpo e alma depois de passar o dia explorando os pontos mais visitados da região, como Lagoa Cejar, Vale da Lua e gêiseres El Tatio.

Para ver tudo isso, afinal, será preciso acordar cedo, caminhar, sentir na pele e no corpo os efeitos do sol inclemente e da altitude. Mas todo o esforço é recompensado quando os olhos alcançam o horizonte, desvendando detalhes de cada pedacinho do deserto. Uma experiência única.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.