Reuters
Reuters

Kawagoe, uma Tóquio do passado

.

15 Setembro 2009 | 03h15

Ver o passado. Para entender Tóquio, algumas vezes é preciso sair da cidade. A capital foi reconstruída tantas vezes que, para ver um pouco do passado, é preciso ir ao Museu Meiji-Mura, a duas horas de distância.

Mas a cidade de Kawagoe, a 30 minutos de trem, preserva uma coleção de armazéns com séculos de idade, os kura, que hoje abrigam lojas, ateliês e casas. Muitos estão reunidos em torno de uma torre de relógio de madeira, ainda mais antiga, e de edifícios da Era Taisho e do início da Showa, que criam a sensação de vila interiorana, com muito do charme que falta a outras cidades japonesas.

Miniatura. Formada ao redor de um castelo, Kawagoe representa com tanta competência a Tóquio de outrora que é carinhosamente chamada de Pequena Edo, em referência ao antigo nome da capital japonesa. Suas ruas autênticas recebem multidões no festival de rua mais colorido do país, na terceira semana de outubro.

Alegorias. No Kawagoe Matsuri Kaikan, o museu do festival (entrada a 300 ienes ou R$ 6), há carros alegóricos e vídeos de edições recentes da festa. Nas tardes de domingo, bandas tocam canções em flautas de bambu e tambores taiko.

Outras eras. Circulando por Chuo Dori e pelas ruas do centro, você verá edifícios a partir da Era Taisho (1912-1924). Mais à frente começa Ichibangai, que concentra a maioria dos kura. Em Kawagoe, ao contrário do restante do país, eles foram escurecidos com carvão, segundo o estilo do fim do século 19. E sobreviveram aos bombardeios da 2ª Guerra Mundial graças ao empenho dos proprietários em impedir a chegada das estradas de ferro da Era Meiji - e do progresso.

Templo. A 15 minutos de distância da estrada principal, o Templo Kitain (Kosenbamachi, 1; 400 ienes ou R$ 8) compensa o esforço. Começou a ser erguido no ano de 830 e tem como destaque a estátua de pedra de 500 monges budistas - alguns meditam, outros riem, bebem saquê e até cutucam o nariz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.