Lá e aqui

Acordar com os pés de fora: começar o dia mal disposto

O Estado de S.Paulo

08 Maio 2012 | 03h09

Alfacinha: quem nasce em Lisboa

Autocarro: ônibus

Bandas desenhadas: quadrinhos

Bica: cafezinho

Boleia: carona

Bué fixe; brutal: muito legal

Cacete: bisnaga

Camisola: camisa do jogador

Capachinho: peruca

Carregar o autoclismo da sanita: dar descarga no vaso sanitário

Carro descapotável: carro conversível

Chaço: carro muito velho

Claque: torcida

Comboio: trem

Comer muito queijo: ser esquecido, ter memória ruim

Ecrã: tela de TV

Eléctrico: bonde

Empregado de mesa: garçom

Estar com cara de caso: estar preocupado

Estar giro: estar bonito ou engraçado

Fato: terno

Ficheiro: arquivo

Hospedeira de bordo: aeromoça

Miúdo; puto: menino

Montra: vitrine

Muitos anos a virar frangos: muita experiência

Palha: canudo

Paragem: ponto de ônibus

Pastilha elástica: chiclete

Peão: pedestre

Pequeno almoço: café da

manhã

Portagem: pedágio

Sempre em pé: joão-bobo

Ter a barriga a dar horas: estar com fome

Ter lata: ser descarado

Ter mais olhos do que barriga: querer mais do que se pode

Tripeiro: quem nasce no Porto

Uma canalha: um grupo de crianças

Vai comer palha: vai plantar batatas

Um dos aspectos mais interessantes de visitar Portugal é viajar pela língua. Descobrir, pelo sotaque, o que faz do português universal e particular nos pontos onde se estabeleceu. Confira diferenças divertidas ao lado. / N.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.