Linhas dos EUA seguem sem muita pressa

Como o Brasil, onde a construção do tal trem-bala entre São Paulo, Campinas e Rio continua emperrada (o governo promete nova licitação no segundo semestre), os Estados Unidos priorizaram os automóveis no seu sistema de transportes. Por isso, as estradas são impecáveis, enquanto a malha ferroviária não é lá muito expressiva.

O Estado de S.Paulo

15 Maio 2012 | 03h09

O país até conta com um sistema nacional de transporte ferroviário de passageiros, o Amtrak (amtrak.com), com trens confortáveis, alguns com Wi-Fi grátis. Mas as velocidades não são o destaque. O Acela Express, por exemplo, que percorre os 734 quilômetros entre Boston e Washington, leva 7 longas horas no trajeto. Apesar de poder chegar a 240 quilômetros por hora, a velocidade média é de 110 quilômetros por hora. O bilhete mais em conta sai por US$ 49. / F.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.