Mais refinada. Menos baladeira

Comparações com a vizinha Miami são inevitáveis. Mas Fort Lauderdale mostra que tem vida própria. E que vida

Bruna Fioreti, O Estado de S.Paulo

01 Setembro 2009 | 02h26

O principal atrativo de Fort Lauderdale, na Flórida, já foi a proximidade de Miami. Mas a cidade que ganhou o apelido de Veneza americana, graças a seus 350 quilômetros de canais navegáveis, conquistou a fama de ser ótima opção para famílias e ter mais classe que sua vizinha badalada. Além de contar com uma igualmente bem-sucedida mescla de praias, compras e bons restaurantes.

 

Em outras das inevitáveis comparações - afinal, apenas 40 quilômetros separam as duas -, a vida noturna não está tão no foco de Fort Lauderdale. Ainda assim, a cidade recebe levas de jovens em busca de agito. Por outro lado, o tráfego pesado nas ruas e a onda de hip hop que desagrada a muitos em Miami não chegaram por lá.

 

Veja também:

linkRestaurantes servem de sushi a paella

linkPausa para as tradicionais comprinhas

linkLonge da areia, um vasto menu cultural

linkBar latino rouba a cena em Hollywood Beach

Com 180 mil habitantes, Fort Lauderdade também fala espanhol quase tanto quanto inglês. Um sabor latino que, no ano passado, foi antídoto para o amargo impacto da crise econômica. Mesmo no auge da turbulência, brasileiros, mexicanos, colombianos e outros hermanos não abandonaram a Flórida.

 

As compras, claro, são um hit. Centralizadas principalmente no afastado e enorme outlet Sawgrass Mills e no refinado Shopping Galleria. Há, ainda, as charmosas lojas de Las Olas Boulevard, mais caras e menos frequentadas pelos visitantes. Las Olas também reúne cafés, bares e restaurantes. É uma longa via que pode ser cortada de carro, táxi ou a pé, para quem topa encarar o calor.

 

Calor intenso, diga-se. Apesar de mais ameno que no interior da Flórida, o clima é quente e úmido, o que torna desconfortáveis as aventuras por lugares abertos até agosto, quando a temperatura atinge o auge, na casa dos 30 graus. A parte boa: até novembro, quando o calorão persiste, os preços ficam mais baixos. Depois disso, viajar para lá pode ficar caro.

Mas como é quente o ano todo, os turistas podem praticar pesca e mergulho, oferecidos logo ali, do outro lado da orla coberta de palmeiras e areia grossa de Fort Lauderdale Beach. Limpa e tranquila, ela tem nas calçadas desenhos imitando ondas, onde se vê gente de patins e bike. Hotéis oferecem serviços especiais em trechos fechados de areia - nesses casos, as regras são diferentes das praias públicas, onde normalmente não se pode tomar álcool. Nas áreas abertas, as crianças se divertem com corais e parquinhos.

O município foi ágil em instalar parquímetros para cobrar pelo estacionamento. Uma renda extra, já que quase todos estão motorizados. Brasileiros que desembarcam no Aeroporto de Miami e alugam carro não encontram problemas para chegar à cidade vizinha: as rodovias são boas e bem sinalizadas.

WATER TAXI

Já em Fort Lauderdale, vale tirar o pé do acelerador e rodar pelos canais num Water Táxi (passe diário a US$ 13), mistura de transporte convencional e tour. Enquanto navega pelo New River, o capitão fala sobre a cidade.

É uma alternativa de locomoção para quem chega ou sai de Riverwalk, calçadão que leva ao Riverwalk Arts & Entertainment District, onde está o Broward Center for Performing Arts. O teatro teve recentemente a iniciativa de ampliar o toque latino da cidade: montou o projeto Flamenco in the Sun, com aulas e shows, e deve abrigar espetáculos de tango.

Fora do teatro, mas em suas redondezas, dar uma de morador é boa pedida, principalmente no primeiro domingo de cada mês, quando ocorre um brunch ao som de jazz. Depois, basta voltar para as paisagens de praia, que dão a Fort Lauderdale cara de cartão-postal o ano todo.

linkRiverwalk: www.riverwalkae.com

 

Viagem feita a convite do Visit Florida (www.visitflorida.com) e da American Airlines

 

PASSAGEM AÉREA

O trecho São Paulo-Miami- São Paulo custa a partir de R$ 2.182 na American Airlines (4502-4000), R$ 2.742 na TAM (4002-5700), R$ 3.786 na United (3145-4200)

PACOTES*

linkUS$ 1.057: 4 noites, com traslado. Bon Voyage (0--11-3258-6522)

linkUS$ 1.079: 7 noites. Riviera (0--11-5533-6889)

linkUS$ 1.100: 5 noites, 1 passeio e traslado. Keith Prowse (0--11-3167-2757)

linkUS$ 1.113: 4 noites, café e 5 dias de carro alugado. Sem Fronteiras (0--11-3853-4401)

linkUS$ 1.162: 7 noites e moto alugada por 7 dias. Apex (0--11-3722-3000)

linkUS$ 1.270: 4 noites, 1 jantar e carro alugado por 5 dias. Taks Tour (0--11-2821-8800)

linkUS$ 1.280: 7 noites e traslado. Climb (0--11-5052-6305)

linkUS$ 1.325: 4 noites e traslado. CVC (0--11-2191-8911)

linkUS$ 1.880: 4 noites e café. Interpoint (0--11-3087-9400)

linkUS$ 2.089: 7 noites, café e 1 semana de carro alugado. Tereza Ferrari (0--11-3021-1699)

*Mínimo por pessoa em quarto duplo, hospedagem em Fort Lauderdale, com aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.