Kent Phillips/Disney Parks
Kent Phillips/Disney Parks

Menu digno de um Jedi: o que comer no universo Star Wars

Complexo Galaxy Edge na Disney de Orlando tem pratos temáticos, como os picantes Ronto Roasters e coquetéis como o Bloody Rancor

Diego Ortiz, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2019 | 06h50

Por mais que estejam mais preocupados em salvar o mundo da Primeira Ordem, rebeldes da Resistência também sentem fome e sede. Para suprir a necessidades deles (e de todos os visitantes do Hollywood Studios), o complexo Star Wars: Galaxy’s Edge tem uma série de comidinhas diferentes, todas temáticas, dentro do Black Spire Outpost, que ajudam a manter os visitantes com a Força necessária para aguentar horas de caminhada no parque, sem perder o espírito de diversão.

Na concorrida Oga’s Cantina, um robô DJ, o R-3X, é o responsável por escolher a trilha sonora. Há uma seleção de drinques, alcoólicos e não alcoólicos, para agradar a todas as idades. O mais popular entre a criançada é o Jabba Juice, que leva abacaxi, kiwi, melão, mirtilo e ovos de Worrt, uma espécie de sapo espacial que fica em um aquário, numa área bem visível. Custa US$ 6,50 e é bem refrescante.

Para os adultos, a pedida é o Bloody Rancor, servido aos fortes pela manhã – leva vodca, licor de pimenta, mix de Bloody Mary picante e um biscoito de osso de Rancor, o monstro que vive no calabouço de Jabba The Hutt, o asqueroso alienígena que escraviza a Princesa Leia em O Retorno de Jedi. Custa US$ 17.

Outro clássico é o Milk Stand, que serve os leites azul e verde que ficaram famosos nas mãos de Luke Skywalker nos episódios IV (Uma Nova Esperança) e VIII (Os Últimos Jedi). Eles são vendidos em versões frozen (bem doces) e alcoólicas, sempre com base de coco e leite de arroz. E com rum (azul) e tequila (verde). Custam US$ 7,99 sem álcool e US$ 14 com álcool.

No meio do mercado, barraquinhas com gelo servem garrafas especiais da Coca-Cola, com o formato das granadas usadas nas batalhas da série. Feitas especialmente para a atração, elas carregam a identidade visual da marca, mas sãp escritas em aurebesh, idioma utilizado na saga. Há garrafas de Coca normal e zero, Sprite e água sem gás. Elas só são vendidas dentro do parque e custam US$ 6. Vale até como souvenir.

Dentre as comidinhas, a sugestão para um dia cansativo de parque é algo um pouco mais forte, como o Ronto Wraps servido no Ronto Roasters (confira a receita aqui). Muito saboroso, mas bem picante, tem carne de porco assada, salsicha grelhada, molho de pimenta e pão pita. Sai por US$ 12,99. Para os vegetarianos, o Docking Bay 7 Food & Cargo serve o Felucian Garden Spread, uma kafta sem carne com homus de ervas, molho de tomate e pepino, por US$12,99.

O mesmo local serve, como sobremesa, o Oi-oi Puff, um gostoso creme de framboesa com mousse de maracujá, vendido por US$ 6,49. Porém, uma das comidas mais inusitadas da atração é a Outpost Mix, um saquinho que combina pipocas doces e salgadas, também vendido por US$ 6,49. Elas são para serem comidas juntas, para criarem uma explosão de sabor. Elas realmente fazem isso na boca – só não sei ainda se isso é bom ou ruim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.