Tânia Rabello
Tânia Rabello

Mergulhe no maior e mais bonito aquário natural do mundo

Foi assim que Jacques Cousteau qualificou o trecho entre o Mar de Cortez e o Pacífico, que se unem na região

Tânia Rabello,

06 Setembro 2011 | 02h00

CABO SAN LUCAS - Se o objetivo for acrescentar ação e aventura à sua estada em Los Cabos, prepare-se para mergulhar em uma região tida como uma das mais maravilhosas para a prática da atividade. Nos anos 1970, o pesquisador Jacques Cousteau qualificou aquele trecho de mar como "o maior e mais bonito aquário do mundo" e, recentemente, um estudo constatou que desde que o Parque Nacional Cabo Pulmo foi criado, em 1995, o número de espécies marinhas quintuplicou.

 

Exemplo disso foi a exuberante imagem de um cardume de arraias flagrado pelo fotógrafo alemão Florian Schulz, que lhe rendeu o prêmio Environmental Photographer of the Year do ano passado. Após dois meses sobrevoando o litoral da Baja California Sur, em fevereiro de 2009, Schulz capturou a imagem (procure no Google pelo nome do fotógrafo para ver a imagem). Não apenas do cardume como do salto de uma das arraias, facilmente vistas num passeio de barco aos rochedos que se situam exatamente no fim da península, onde o Mar de Cortez vira Pacífico, ou vice-versa.

 

Nestas montanhas de pedra, onde está o símbolo de Los Cabos, um monumento natural batizado de El Arco, abrigam-se também pelicanos, tartarugas e leões marinhos, além de inúmeras outras espécies. E, se você visitar Los Cabos entre fevereiro e março, será premiado com a possibilidade de observar, de muito perto, baleias cinzentas.

Coladas a El Arco, as rochas adquirem outras formas estranhas, como o Dedo de Netuno e até o Scooby Doo, o famoso cachorro do desenho animado.

 

Ainda na água. Quem curte pescar também está no lugar certo. O marlim e outros peixes, como dourados, atuns e cavalas, são abundantes na região. Em outubro, alta temporada do marlim, há até campeonatos de pesca esportiva, que atraem aficionados de todo o mundo.

 

Uma caverna natural, a Cova de San Andres, tem sua entrada na Praia do Amor, que fica no calmo Mar de Cortez. Do outro lado da península, há a Praia do Divórcio, já nas águas tormentosas do mar aberto, banhada pelo Oceano Pacífico.

 

Todos esses passeios podem ser contratados na marina de Cabo San Lucas ou diretamente nos resorts. Na região, outro atrativo é o Cabo Dolphins, onde golfinhos dão um show e crianças e adultos divertem-se nadando com os dóceis animais.

 

Com tantas novidades e diferentes paisagens, aquele estranhamento do início vai sendo substituído pela sensação de quero mais.

 

Deixemos, temporariamente, o mar e partamos para o deserto, outra grande atração da Baja California Sur.

Mais conteúdo sobre:
Los CabosViagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.