Moldura para o pôr do sol no litoral cearense

Uma caminhada leve, de uma hora de duração em passo tranquilo, separa o centrinho da vila de Jericoacoara, no Ceará, de sua atração mais simbólica. A Pedra Furada, rocha à beira-mar com um buraco no meio, é bonita em qualquer época, mas ganha encanto adicional entre 15 de julho e 15 de agosto. No período, o sol se põe no mar, tornando a pedra sua moldura natural.

O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2013 | 02h12

O mais comum é ir até lá caminhando - nem é preciso contratar guia. A Pedra Furada fica à direita da vila. Para ir pela areia, consulte na recepção da sua pousada a tábua de marés e fique atento aos horários. Na cheia, a faixa caminhável desaparece e é preciso seguir pela trilha que passa por cima do Morro do Serrote. Nada que exija muito esforço depois da subida inicial.

Uma garrafinha de água basta para a ida - o suprimento da volta você compra lá mesmo, de ambulantes junto à pedra. Outra opção é ir de buggy, na volta do tour às lagoas Azul e do Paraíso - custa R$ 250 o passeio de um dia na By Boogie (byboogie.com.br). O carrinho para num estacionamento e, de lá, será preciso andar pouco menos de um quilômetro. Para um programa mais cheio de adrenalina, faça o mesmo roteiro (lagoas e pedra) de quadriciclo. Custa cerca de R$ 250, para dois, na Bora (boraquadriciclo.com.br).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.