Christian Stempler/Wien.info
Christian Stempler/Wien.info

Música

Especialmente no verão, há vários espetáculos gratuitos, muito além da música clássica

O Estado de S.Paulo

15 Agosto 2017 | 04h30

Viena é a cidade europeia mais comumente associada à música no imaginário popular – e não sem razão. Este ano, a cidade celebra os 150 anos da clássica valsa Danúbio Azul de Johan Strauss, um dos seus filhos mais ilustres (a história da genial família Strauss pode ser conferida no Strauss Dynasty Museum; dá uma olhadinha no site).

 Ao longo do ano, estima-se que todas as noites pelo menos 10 mil pessoas apreciam música clássica na cidade. Há as apresentações da Filarmônica de Viena – algumas gratuitas e em espaços públicos, como o concerto de verão nos jardins do Palácio de Schonbrunn. Ou da Universidade de Música e Artes Cênicas, que completa 200 anos. Isso só para citar dois exemplos.

 Aliás, quando a temperatura esquenta (ou seja, agora), é quando as apresentações gratuitas são mais fartas. Até o fim de setembro, há teatro, ópera e outras atrações ao ar livre pela cidade. Entre elas, o Music Film Festival, com música e cinema grátis em diversas locações – incluindo a área externa da Rathaus, a prefeitura de Viena –, até 3 de setembro. Confira os eventos aqui

Mas, obviamente, uma cidade eclética e democrática como Viena não respira só música clássica. Anualmente, Viena recebe mais de 15 mil concertos de todo tipo de música. Caso do Waves, festival indie que ocorre de 28 a 30 de setembro com mais de 100 apresentações musicais, cujo objetivo é também descobrir novos talentos. 

Já o Gürtel Nightwalk  realiza shows em áreas de trânsito pesado. Este ano, será no dia 26, com 15 palcos de apresentações grátis. Há ainda o Wien Modern, Resonanzen, Voice Mania, Rock in Vienna, Music Film Festival, PopFest... 

Mais conteúdo sobre:
Viena [Áustria]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.