Na cidade do poeta, um castelo exuberante

Em Pushkin, palácios de Tsarskoye Selo mostram como vivia a realeza

June Locke Arruda e Maria da Costa Manso Vasconcellos, O Estado de S.Paulo

03 Junho 2008 | 03h16

Visitar os parques e palácios de Tsarskoye Selo, ou Aldeia Real, é um passeio imperdível para quem está em São Petersburgo. São apenas 25 quilômetros por uma bela estrada até chegar à cidade de Pushkin, nomeada em homenagem ao poeta Alexander Pushkin (1799-1837). Ali está o pomposo Palácio da Catarina, que por mais de dois séculos foi a residência oficial de verão dos czares russos. O palácio começou a ser construído em 1711 nas terras doadas a Catarina I por seu marido, Pedro I. Era um exemplar pequeno para a época, com apenas 16 quartos, e servia como o refúgio de verão da imperatriz. Foi no reinado de Isabel Petrovna que o lugar ganhou novos pavilhões e a decoração luxuosa. Em estilo barroco, o castelo tem em sua fachada 100 quilos de ouro. Antes de entrar, o visitante veste sapatilhas de feltro para não arranhar o chão. À primeira vista, uma escadaria de mármore branco do século 18 impressiona. Ela leva à sala do trono, com 300 espelhos e belas pinturas no teto. As próximas paradas são a sala de jantar, com a mesa posta para os czares - repare nas louças, nos cristais e na travessa com pedras preciosas -, a sala de pilastras vermelhas e a dos retratos. Mas nenhuma delas chega aos pés da sala de âmbar, presente do rei da Prússia, Frederico Guilherme, a Pedro I. O salão enriquecido com lambris de âmbar, chegou a ser destruído pelo exército alemão na Segunda Guerra. Em 1979, o local foi reconstruído pelo mesmo país que o destruiu. A restauração custou US$ 11 milhões e nela foram usadas 7 toneladas da pedra que deu nome ao ambiente. Seguindo pelos corredores, chega-se à sala central onde está a pinacoteca, com quadros de pintores russos renomados e retratos da família real. A visita termina no parque ao redor do local, repleto de jardins, estátuas de bronze e outras obras de arte. Palácios de Tsarskoye Selo: www.alexanderpalace.org  

Mais conteúdo sobre:
PUSHKIN RUSSIA SAO PETERSBURGO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.