Na rota de Riobaldo e Diadorim

"O Rio de São Francisco - que de tão grande se comparece - parece um pau grosso, em pé, enorme..." É assim que Riobaldo descreve o Velho Chico em ?Grande Sertão: Veredas?. Guimarães Rosa, cujo centenário de nascimento foi comemorado neste ano, idealizou sua obra-prima durante uma viagem pelo cerrado mineiro. Levava uma boiada pela Bacia do São Francisco. Percorreu 240 quilômetros em dez dias, anotando tudo. Descobriu um sertão do tamanho do mundo, que Deus existe mesmo quando não há e que o demônio não precisa de existir para haver. Jurandir Lima, ambientalista, fotógrafo e operador de turismo, também percorreu o São Francisco. Descobriu histórias como a de Seu Norberto, pescador e defensor ferrenho do Velho Chico. Que, em muitos trechos, o rio está poluído, mas os moradores ainda lavam suas roupas por lá. E que os turistas podem - e devem - conhecer a rota que o autor seguiu em 1952. O tour Grande Sertão: Veredas dura sete noites e custa a partir de R$ 1.785 por pessoa, em quarto duplo. Informações: (0--11) 2231-2933.

Adriana Moreira, O Estado de S.Paulo

04 Novembro 2008 | 02h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.