Adriana Moreira/Estadão
Adriana Moreira/Estadão

Na rota, São Miguel dos Milagres

Sim, é possível ficar em Maragogi e fazer um passeio de um dia pelas praias em direção ao sul. Mas eu queria explorar também os arredores de Maceió. Assim, saí por volta das 9 horas para curtir praia no caminho.

O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2012 | 02h12

A paisagem muda pouco até a travessia de Japaratinga a Porto de Pedras - faça uma parada na bela Praia do Pataxo antes de cruzar de balsa o Rio Manguaba (R$ 8). Ponto negativo: a fila na alta temporada pode ser demorada. Ponto positivo: o visual e a sensação de estar mais isolado do que realmente se está.

Do outro lado do rio, Porto de Pedras abriga o Projeto Peixe-Boi. Você compra o ingresso na associação de guias (R$ 35), formada por moradores da região, e é guiado para ver o dócil animal no Rio Tatuamunha - há 24 em toda a região, conhecidos até pelo nome. Pescadores que atuavam ali agora levam os turistas nas jangadas. Talvez você veja o bicho só de relance. Não faz mal: a natureza pode ser caprichosa.

A essa altura, a fome bate. Pare em São Miguel dos Milagres para almoçar e descansar. Ali estão muitas pousadinhas charmosas, mas não há muita estrutura para quem está só de passagem - o Restaurante Recanto dos Milagres, apesar de procurado por excursões, tem uma barraca à beira-mar. Você pede o almoço para a hora que desejar e fica por ali, tomando água de coco enquanto o prato é preparado. / A.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.