Tânia Rabello/Estadão
Tânia Rabello/Estadão

Novidades nas montanhas da Argentina

Temporada é antecipada e estações incrementam menu de atrações de Mendoza à Terra do Fogo

O Estado de S.Paulo

23 Maio 2013 | 02h14

A celebração do inverno em Bariloche começa antes neste ano. A Fiesta de La Nieve, realizada em agosto na cidade argentina, foi antecipada para 21 de junho. Durante uma semana, espetáculos e atrações para a família garantem diversão.

A neve argentina reserva aventura e diversão de Mendoza à Terra do Fogo, veja só:

Catedral. A vovó das estações na Argentina funciona há cerca de 70 anos. Com 39 meios de elevação, 19 restaurantes e um shopping, Catedral atrai em torno de 250 mil visitantes por inverno. O complexo de esqui tem vista panorâmica para o Lago Nahuel Huapi e fica a apenas 11 quilômetros do centro de Bariloche. Fica ali a maior superfície esquiável da América do Sul, com 9 quilômetros de pista e 11 canhões para produzir neve artificial. A escola de snowboard conta com 400 instrutores profissionais. Além da neve, a estação tem um farto calendário cultural que inclui música, moda e arte. Um detalhe: a estação não administra hotéis. Para hospedagem na base do centro de esqui, vale recorrer a Bariloche, onde há mais opções. Mais: catedralaltapatagonia.com.

Chapelco. Com 25 pistas, o centro de esqui está localizado a 20 quilômetros de San Martin de los Andes. O snowpark tem espaço para esquiadores principiantes, intermediários e avançados. A partir desta temporada, os passes para os meios de elevação podem ser comprados pelo site. Além disso, o novo aplicativo para iPad informa condições meteorológicas, mapas de pistas e notícias. Em agosto e setembro, ocorrem na estação eventos esportivos internacionais como Tetratlón de Chapelco, Argentina Snow Polo e Chapelco Open Boardercross.No programa Back Bowls, esquiadores experientes podem praticar o esporte em pontos mais extremos. Há opções de hospedagem para todas as faixas de preço - a base é a cidade de San Martin de los Andes. Mais: chapelco.com.

Las Leñas. Spa, piscina coberta, discoteca e cassino são algumas facilidades que o centro de esqui oferece. São 30 pistas e 13 meios de elevação. Malargüe é a cidade mais próxima da estação, a 80 quilômetros. Principiantes e universitários têm 25% de desconto em passes com acesso a quatro pistas. Para manobras radicais, há uma nova opção, a Bumps. Além disso, o parador de montanha Eros será reinaugurado, com lanches a preços acessíveis. Inaugurado em 2012, o meio de elevação Minerva 2 (com cadeiras para 4 pessoas por viagem) deu mais agilidade à estação. As diárias saem desde US$ 198 para duas pessoas. Mais: laslenas.com.

Cerro Castor. Pertinho de Ushuaia, Cerro Castor possui 29 pistas, 11 meios de elevação, 6 pontos de alimentação e uma área para principiantes. Há muitas inaugurações: restaurante, pista, mais um meio de elevação e um edifício base. Um aplicativo para celulares (Android e iPhone) mostra a estrutura da estação, temperatura, neve acumulada e pontos de interesse na montanha. Outra coisa: como há neve até outubro, a temporada é mais longa por lá. A estação conta ainda com 12 canhões para produzir neve artificial. Pessoas com capacidade motora especial têm equipamentos e instalações adaptadas. Os preços variam de acordo com a categoria do hotel escolhido em Ushuaia. Mais: cerrocastor.com. / N.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.