Lucy Nicholson/Reuters
Lucy Nicholson/Reuters

O bê-á-bá de Las Vegas

Na 'Cidade do Pecado', os cassinos são só um detalhe. Vegas não para de se reinventar e, ao mesmo tempo, mantém a aura exagerada que tanto atrai os turistas. Para se divertir, basta entrar no clima

Gabriel Pinheiro, O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2018 | 04h50

LAS VEGAS - Deserto, deserto e mais deserto. Visto da janela do avião, o trajeto para Las Vegas imprime todo o bucolismo do Oeste norte-americano. Até que a paisagem começa a mudar. Construções enormes. Prédios que imitam o skyline de Nova York – com direito a um Empire State –, uma pirâmide, a Torre Eiffel. Você chegou ao maior parque de diversões do mundo, também conhecido como Las Vegas. 

++LEIA TAMBÉM: Como planejar a ida ao Grand Canyon

Já em terra, no deserto de Nevada, você vai descobrir um oásis com vulcões que soltam fogo e fontes com jatos d’água que dançam conforme a música. Nada faz muito sentido por aqui e excessos são mais que bem-vindos nesta peculiar metrópole. O cenário megalomaníaco e as luzes que nunca se apagam são palco de uma cidade com excelentes restaurantes, hotéis e, claro, entretenimento – cassinos são só um detalhe. 

Não se assuste: à primeira vista, todo o exagero de Las Vegas – que, sim, beira o brega – pode dar um nó na cabeça. A dica de ouro é entrar no clima. Claro que, quanto maior o limite do cartão de crédito, maior a diversão e as opções de serviços exclusivos. 

De qualquer forma, em tempos de dólar nas alturas, é bom preparar o bolso. E também aquele protetor solar poderoso, hidratante e muito soro fisiológico: nos meses mais quentes, de junho a agosto, a sensação térmica pode chegar a 50 graus. Mas a experiência vale o show. Quer apostar?

ANTES DE IR

Aéreo:Latam tem voo direto temporário São Paulo–Las Vegas até o fim de setembro e de dezembro a março de 2019, três vezes por semana, a partir de R$ 2.999,09. 

 

Transporte: na Strip, táxi e Uber têm pontos determinados para buscar e deixar passageiros. Para percorrer a Las Vegas Boulevard, o Deuce Bus tem ar condicionado; o passe de três dias custa US$ 20. Entre as paradas estão a Freemont Street, no centro antigo, e o North Outlets, para comprinhas. No aeroporto, há empresas de shuttle para os hotéis da Strip, como Super Shuttle e BellTrans. 

 

Site: visitlasvegas.c​om

VIAGEM A CONVITE DA LAS VEGAS  CONVENTION AND VISITORS  AUTHORITY E DA LATAM

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.