Carnival Cruises/Divulgação
Carnival Cruises/Divulgação

O charme vintage de Cuba na rota dos grandes navios

Para brasileiros, há pacotes já com aéreo, mas é possível combinar a ilha com paradas em Miami ou Jamaica

Marcel Hartmann, Especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

30 Agosto 2016 | 03h08

Após anos de péssimas relações diplomáticas, o primeiro cruzeiro a fazer a rota entre Estados Unidos e Cuba chegou a Havana no dia 1° de maio. A viagem, operada pela Fathom, uma das dez marcas da gigantesca Carnival Cruises, abriu as águas para um novo destino turístico a ser explorado por navios. Desde então, Cuba entrou de vez nas rotas dos cruzeiros graças às sempre azuis praias caribenhas, a uma Havana que parece ter parado nos anos 1950 e à simpatia dos cubanos. 

A próxima temporada da Fathom começa em 27 de novembro, com o navio Adonia, que comporta 704 passageiros. Ele vai fazer viagens de sete dias com saída de Miami e passagem pelos portos cubanos de Havana, Cienfuegos e Santiago de Cuba até abril de 2017. Em terra, guias levam o viajante às cidades para conhecer os pontos turísticos e entrar em contato com artistas locais. Os preços começam em US$ 1.899 por pessoa - sem aéreo. 

No Brasil, a MSC Cruzeiros é a única empresa a vender pacotes com o trecho aéreo entre São Paulo e Havana, ida e volta, com a Copa Airlines. O pacote, de sete noites, também oferece uma noite de hospedagem na capital cubana antes do embarque no navio - crianças menores de 13 anos pagam apenas taxas e a parte aérea. A viagem com data mais próxima é a do MSC Opera, com capacidade para até 2.105 pessoas, que sai de Havana em 4 de dezembro. A partir de R$ 3.929, com paradas em Montego Bay (Jamaica), George Town (Ilhas Cayman) e Cozumel (México). 

Outra opção é viajar no MSC Armonia, mas neste caso o trecho aéreo até Havana não está incluído. O cruzeiro com saída em 17 de janeiro faz a mesma rota e custa a partir de R$ 1.339. 

Há outras possibilidades. Se você ainda estiver disposto a pagar a passagem aérea à parte, pode optar pela armadora canadense Cuba Cruise, que oferece viagens de uma semana no Celestyal Crystal, com partidas de Havana ou Montego Bay, na Jamaica. O navio, que comporta 1.200 passageiros, passa pelas cubanas Punta Francés, Isla de la Juventud, Cienfuegos e Santiago de Cuba. O pacote com data mais próxima é para 18 de novembro, com saída de Montego Bay e preços a partir de US$1.649 para uma semana. TUDO SOBRE - Temporada de Cruzeiros 2016-2017

Exclusividade. Quem estiver interessado em conhecer apenas portos cubanos e ter um pouco mais de privacidade, pode optar por um dos roteiros da Qualitours qualitours.com.br, agência brasileira que representa a armadora norte-americana Star Clippers. Em vez de navio, a viagem é feita com o veleiro Star Flyer, que tem capacidade para 170 pessoas e sai nos dias 4 e 8 de fevereiro de Havana. A embarcação fica dois dias na capital e passa por Punta Francés, Cayo Largo, Cayo Rico e Cienfuegos. A estrutura é composta de duas piscinas, restaurante, dois bares, sala de leitura e equipamentos para esportes aquáticos. O preço mínimo é de US$ 2.315, em cabine dupla externa (não estão incluídas as taxas).

A Star Clippers também tem uma opção que inclui as Ilhas Cayman, com partidas nos dias 7 de janeiro e 11 de fevereiro. O veleiro sai de Cienfuegos, faz paradas nos portos de Cayman Brac e George Town e depois volta para Cuba, parando em Cayo Largo, Punta Francés e Havana. O valor é o mesmo.

Armadoras britânicas como a Noble Caledonia, a Thomson Cruises, a Fred. Olsen Cruises e a Lindblad Expeditions também oferecem o serviço - algumas cobram o voo vindo de Londres. É preciso pesquisar para encontrar ofertas mais em conta. A Fred. Olsen, por exemplo, tem um pacote de 14 noites para 4 de janeiro no navio Braemar que sai por 1.199 libras (R$ 5.100) - sem aéreo. A embarcação sai de Bridgetown (Barbados), com até 929 passageiros. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.