O encontro da aridez com o azul

Estradas empoeiradas levam ao interior da ilha, onde o oceano se une a paisagens ressecadas e árvores nativas

Natália Zonta, O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2008 | 03h38

Os jipes passam cortando a paisagem desértica e uma nuvem de poeira se forma, quase escondendo o onipresente mar de Aruba. Se não fosse a imensidão azul que acompanha todo o passeio pelo interior da ilha, o turista poderia esquecer que está em pleno Caribe. É difícil acreditar que o cenário de um território tão pequeno - Aruba tem 181 quilômetros quadrados - possa variar tanto. Longe da área mais agitada estão trechos marcados pela aridez e por rochas de formas surpreendentes. Para conhecer esse lado diferente, pegue um 4X4 e prepare-se para chacoalhar em estradas de terra. Os passeios costumam começar pelo Farol Califórnia, na ponta da ilha. Aproveite essa primeira parada para clicar a bela Praia Arashi e para fazer o check-list do que você precisará para concluir o trajeto. Não deixe de levar boné - o calor é ainda mais forte nessa região árida - e óculos escuros. Proteger os olhos, você logo vai notar, é outro cuidado essencial, já que não é possível dirigir e lidar com a poeira ao mesmo tempo. A partir desse ponto, os caminhos levam ao interior da ilha, onde estão atrativos curiosos como as ruínas da antiga usina de fundição de ouro Bushiribana, que funcionou de 1872 a 1882. Os restos da estrutura podem ser "escalados". Do mirante improvisado é possível ter uma linda vista do encontro do oceano com a costa monocromática e ressecada. Atente também para os muitos montinhos de pedras espalhados por lá. A tradição local recomenda empilhar rochas e fazer um pedido. A próxima parada já foi o orgulho nacional de Aruba. Mas, em 2005, a ponte natural de pedra, esculpida pela força da água, desmoronou. Bem perto há outra, menor, firme e forte. Por ter sido uma das grandes atrações da ilha, esse local conta com alguma infra-estrutura. Há um pequeno restaurante e lojinhas de souvenirs. Chegar a esse ponto talvez seja suficiente para quem só quer ter o gostinho de ver um pouco mais da ilha. Aventureiros e curiosos, no entanto, devem seguir até o Parque Nacional Arikok, que ocupa quase 20% do território de Aruba. Nele estão os cenários mais selvagens e cerca de 50 espécies diferentes de árvores nativas - algumas encontradas apenas nessa área de preservação. Dentro do parque, uma boa pedida é deixar de lado o jipe e desbravar os 32 quilômetros de trilhas. Uma rota clássica é a Cunucu Arikok, que leva os visitantes a uma casa feita de adobe há mais de 100 anos e à caverna Fontein, onde podem ser observados desenhos indígenas. A maior parte das trilhas é autoguiada, mas há guardas florestais no parque para orientar os turistas. Tour off-road : US$ 75 (R$ 159,01) na The Palm Tours (www.depalm.com) VOCÊ NÃO VAI ENCONTRAR Furacões: a pequena ilha está fora da rota das tempestades ameaçadoras Cultura creole: é típica do sul do Caribe, mas não se manifesta de forma relevante em Aruba, muito influenciada pelos holandeses, que dominaram seu território até 1986. A população local fala holandês e papiamento Rios e mata verde: não ter essas belezas, no entanto, contribuiu para que a ilha nunca tenha sido alvo preferencial de piratas. Os corsários estavam interessados em ouro, fontes de água doce e terras férteis, escassos por lá Restrições ao dólar americano: a moeda oficial é o florim arubano, mas o dinheiro americano é aceito sem dificuldades Congestionamentos: uma placa no centro turístico da cidade indica 17 acidentes fatais em 2007 COMO IR PASSAGEM AÉREA O trecho São Paulo-Aruba-São Paulo custa a partir de US$ 850 na Avianca (0800-891-8668), com conexão em Bogotá. A partir de 15 de dezembro, a Copa Airlines (0--11-3549-2672) opera a rota, com escala na Cidade do Panamá, por a partir de US$ 749. As companhias aéreas americanas também vendem o trecho com escala nos Estados Unidos, que exigem visto de conexão PACOTES* US$ 1.427: 6 noites com café. Na Top Brasil (0--11-3926-8000) US$ 1.438: 6 noites com café. Na Beeline (0--11-3171-1544) US$ 1.444: 7 noites com café. Natural Mar (0--11-3214-4949) US$ 1.444: 7 noites com café. Na Visual (0--11-3235-2000) US$ 1.448: 6 noites com café. Com a Filhos da Terra (0--11-3171-2000) US$ 1.448: 6 noites com café. Na Inside (0--11-4508-8010) US$ 1.448: 6 noites com café. Na ADVtour (0--11-2167-0633) US$ 1.451: 6 noites com café. Com a Eden Tours (0--11-3258-1133) US$ 1.462: 6 noites com café. Na Agaxtur (0--11-3067-0900) US$ 1.499: 6 noites com café. Com a Riviera (0--11-5533-6889) US$ 1.516: 6 noites com café. Com a Tia Augusta (0--11-3068-5111) US$ 1.521: 6 noites com café. Sem Fronteiras (0--11-3853-4401) US$ 1.567: 6 noites com café. Da New Age (0--11-3138-4888) US$ 1.583: 7 noites com café. Da Flot (0--11-4504-4544) US$ 1.589: 6 noites com café. Na RCA (0--11-3017-8700) US$ 1.688: 7 noites com café. Da CVC (0--11-2191-8911) US$ 1.707: 6 noites com café. Com a Friends in The World (0--11-3068-9403) US$ 1.769: 5 noites com café. Da Designer (0--11-2181-2900) US$ 1.785: 6 noites com café. Tereza Ferrari (0--11-3021-1699) US$ 2.218: 7 noites com café. Da CiaEco (0--11-5571-2525) US$ 2.243: 7 noites com café. Na Turismo10 (0800-703-0410) *Preço mínimo por pessoa em quarto duplo, com aéreo

Mais conteúdo sobre:
caribe viagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.