O futuro das agências na Abav 2008

A partir de amanhã, até sexta-feira, os cinco pavilhões do Riocentro abrigam o maior evento latino-americano de turismo, em um clima que contempla o encontro e o reencontro de parceiros, a realização de negócios e a oferta de informações essenciais ao andamento das nossas atividades. Trabalhamos exaustiva e cuidadosamente para superar as expectativas e ampliar o grau de satisfação dos participantes e dos investidores.Já temos assegurada participação de mais de mil expositores e o número de visitantes pode chegar aos 25 mil. Enquanto na Abav 2007 foram ocupados 27.280 metros quadrados, neste ano são mais de 51 mil metros quadrados. Três pavilhões serão dedicados à feira, um ao congresso e outro aos serviços e ao suporte. Entre as novidades, destaque para o pavilhão 2, exclusivo para os representantes das Américas. Prevemos incremento de 20% no número de delegações internacionais. As representações de outras partes do mundo terão estandes no pavilhão 4, onde também estarão empresas do trade turístico como um todo. Pela primeira vez na história do evento Abav teremos a participação de compradores da China. Mais que nos anos anteriores, o clima e a expectativa sopram na direção dos negócios. Consultas prévias aos expositores deixaram evidente um número elevado de lançamentos de produtos. No atual cenário, o tema Os negócios mudaram. E você?, escolhido para o 36º Congresso Brasileiro de Agências de Viagens, não poderia ser mais acertado e atual. Exemplo de mudança protagonizada pela Abav Nacional são os acordos com as companhias áreas Gol, TAM e Varig, que estabelecem novo conceito e fortalecem a condição do agente de viagem como prestador de serviços, imprimindo mais transparência e valor à relação com o viajante. Isso demonstra que temos de ser criativos e flexíveis para reverter o cenário de mudanças a nosso favor. Se a feira se desenha como sucesso antecipado, o congresso não será diferente. Estamos lançando um pioneiro tira-dúvidas, pautado nos temas Câmbio: atuação das agências de turismo em moeda estrangeira; Legislação: decifrando a Lei Geral do Turismo e Nova prática de cobrança dos hotéis: revisão de processos.Os seminários técnicos e plenárias têm como foco, entre outros, Inovação em turismo; Receptivo: estratégias competitivas e revisão de processos até Copa de 2014; Rodoviário: turismo sobre rodas e tributações federal, estadual e municipal; Cobrança de serviços: riscos e vantagens da prática.Comprometimento. Estratégia. Formação de equipe. Inspiração. Liderança. Metas. Motivação. Sucesso. Superação. Tomada de decisões. Trabalho em equipe. São esses os valores ressaltados na plenária Motivação e realização: excelência em resultados, no dia 23, conduzida pelo vencedor consagrado Bernardinho, que além de técnico de vôlei é economista.Já a plenária do dia 24 terá como palestrante Landry Holi, especialista do Centro de Desenvolvimento Global da Amadeus, em Nice, na França, para falar sobre tecnologia para agências de viagens e as próximas fronteiras dessas ferramentas. Por fim, cabe registrar que a plenária inaugural será conduzida por mim na seqüência da abertura solene, amanhã. Vamos apontar para onde a Abav e seu evento maior estão caminhando e como a entidade ajuda o associado a enfrentar as mudanças em curso. Vamos destacar o acordo com as aéreas e mostrar o panorama do turismo no Brasil e no mundo. É o nosso posicionamento frente às questões cruciais para o agenciamento de viagens e a indicação de alternativas, rumos e caminhos a trilhar. * Carlos Alberto Amorim Ferreira é presidente da Abav Nacional

Carlos Alberto Amorim Ferreira*, O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2008 | 02h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.