O gueto gourmet da pequenina Berkeley

Restaurantes bacanas concentram-se num só bairro

O Estado de S.Paulo

24 Março 2009 | 02h38

A gastronomia rouba a cena em Berkeley, uma pequena cidade no norte da Califórnia, nos Estados Unidos. Se antes a fama de liberal e arrojada e a vocação acadêmica - o principal campus da Universidade da Califórnia está lá - atraíam turistas interessados em arte e cultura, agora, a boa mesa servida em bares e restaurantes badalados tem sido um item a mais a chamar a atenção dos visitantes.

 

Irresistível: menu do Chez Panisse muda todos os dias conforme os ingredientes frescos da época

Berkeley tem até um bairro dedicado à cozinha dos quatro cantos do globo. Peça para o motorista do táxi parar em North Shattuck, ou Gourmet Ghetto.

O parque gastronômico recebeu esse apelido, claro, por causa da concentração de bares e restaurantes da moda. E logo virou atração turística, a ponto de a Comissão de Viagens e Turismo da Califórnia (CTTC, em inglês) criar um tour por lá.

O passeio é guiado por profissionais do mundo da culinária e passa pelos mais disputados estabelecimentos. O turista tem encontro marcado com os chefs. Depois, degusta pratos de diferentes nacionalidades e ouve histórias curiosas.

O Chez Panisse (www.chezpanisse.com) é básico em qualquer roteiro. Fundado por Alice Waters em 1971, foi um dos primeiros a abrir no Gourmet Ghetto. O menu muda todos os dias, de acordo com os ingredientes mais frescos do mercado. Carne, peixe e frango nunca faltam. O café, no piso superior, vende pratos mais leves.

Na Walnut's Square, os destaques são os cafés e chás do Peet's Coffee & Tea (www.peets.com). A casa funciona desde 1966 como um ponto de encontro dos intelectuais da cidade. Outro lugar irresistível é o francês Gregoire's (www.gregoirerestaurant.com). Não tem erro: peça o Crispy Potato Puffs.

Mas guarde espaço para provar também o pastrami nova-iorquino da Saul's Delicatessen, a pizza do Cheese Board Collective, os doces do Alegio Chocolate, o sorvete do Ciao Bella...

O tour ocorre às quintas-feiras, das 14 às 17 horas, e custa US$ 60 (R$ 138). Reservas: www.inthekitchenwithlisa.com/reservations.htm

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.