O melhor de Jeri, sem cair em pegadinhas

Ao ouvir o preço para subir de quadriciclo ao alto da Duna do Pôr do Sol, R$ 120 por pessoa, o viajante atento certamente ficará desconfiado. Certo, há o aluguel do veículo, mas a montanha de areia fica logo ali, ao lado do centrinho de Jericoacoara, visível de qualquer ponto da praia central. Por que tudo isso?

ROBERTA SCRIVANO , JERICOACOARA, O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2012 | 03h10

Até o mais descolado dos viajantes já viveu a sensação de estar sendo, digamos, sobretaxado em destinos turísticos no mundo todo. E a cearense Jeri, claro, também tem suas pegadinhas.

Nada que desencoraje a visita a uma das vilas litorâneas mais charmosas e gostosas do País. Mas estar bem informado vai ajudar você a evitar a armadilha das cobranças exageradas - e guardar seu dinheiro para usar naquilo que realmente vale a pena. A gastronomia variadíssima e as tentadoras lojas de artesanato e design, por exemplo.

Lembre-se de que preços de passeios estão sujeitos a barganha. No buggy para quatro pessoas, um casal pode ter pagado valor superior ao desembolsado pelo outro. Mais uma vez, é questão de ficar atento e, sempre que possível, pechinchar.

Chegar e voltar

Jeri está a 300 quilômetros de Fortaleza. É preciso ir até Jijoca e, de lá, embarcar em jardineira ou buggy - veículos comuns não chegam ao vilarejo.

Por conta: a empresa Fretcar (fretcar.com.br) tem a concessão da rodovia que leva até Jijoca. A passagem custa R$ 57 e pode ser comprada pela internet. Estão incluídos o ônibus semileito, pontual e confortável (passa no aeroporto às 8h30 e às 16h30), com serviço de bordo (bolacha e suco), e a jardineira que leva a Jeri.

Também dá para comprar o trecho de retorno na agência da

Fretcar em Jeri.

Em agência: R$ 90 para ir de van (embora digam ao turista que o trajeto é feito de micro-ônibus) até Jijoca - com paradas para fotos no caminho. Além de outros R$ 120 para o percurso de buggy, na areia, entre Jijoca e Jericoacoara e vice-versa, na Trilha do Jericó (trilhadojerico.com.br).

Pedra Furada

Monumento natural símbolo de Jeri, está dois quilômetros ao sul do centrinho da vila. Na chegada, o Chicão estará por lá com um isopor cheio de coco, água e refrigerante, a R$ 2,50 cada.

Por conta: grátis. O caminho pela praia, à beira-mar, é bonito e mais fresco, mas só pode ser feito na maré baixa (as pousadas costumam ter a tábua de marés). Também é possível caminhar por cima do morro, com linda vista do horizonte. Não há como errar

Com guia: R$ 120 o casal. O guia mostra o caminho, tira fotos e leva água - para ser vendida aos turistas.

De quadriciclo: R$ 120 por pessoa, em média. Com o veículo, o caminho é feito por cima do morro e você, de toda forma, será obrigada a caminhar os últimos 900 metros, por conta da localização do estacionamento.

Duna do Pôr do Sol

Diariamente, os turistas repetem o ritual de subir a duna localizada na ponta norte da praia do centro, a partir das 16 horas. Lá em cima, o clima é de balada, com direito a ambulantes vendendo bebidas.

Por conta: grátis. Do centrinho ao alto da duna - uma caminhada de cerca de 200 metros - você leva, no máximo, meia hora, com paradas para descansar durante a subida (que nem é tão puxada assim). O vento é forte: ir de óculos de sol protege os olhos da areia. Cuidado com o chapéu, que inevitavelmente vai voar.

De quadriciclo: R$ 120 por pessoa, até o alto da duna.

Lagoas

As lagoas do Paraíso, Azul e da Torta, as mais famosas da região, têm restaurantes rústicos que servem peixe fresco e redes dentro d'água para receber os turistas. Não há outra forma de chegar até elas: você terá de contratar um buggy.

Por conta: vendido nas pousadas, o passeio com duração de quatro a cinco horas custa, em média, R$ 120 para o casal

Em agência: a Trilha do Jericó cobra cerca de R$ 290 para fazer percurso equivalente.

Do transporte para

o vilarejo aos passeios,

o melhor é ficar atento para não gastar

sem necessidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.