Obama e McCain em duelo turístico

Confira os principais atrativos nos berços políticos dos candidatos ao mais importante cargo do planeta

O Estado de S.Paulo

04 Novembro 2008 | 02h48

Barack Obama ou John McCain? A resposta será dada pelos americanos, que escolhem hoje seu presidente. Como não nos atrevemos a antecipar o resultado dessa disputa política, resolvemos transportar a peleja para a arena turística, bem mais confortável para nós do Viagem e Aventura. Quem deve levar a faixa de melhor destino? Illinois, Estado que elegeu senador o democrata Obama, ou Arizona, berço político do republicano McCain? O critério que adotamos foi a comparação de quatro quesitos: cidade-destaque, atrativos naturais, ícone arquitetônico e opções de tours nos rios. Acompanhe o noticiário turístico eleitoral, veja o quadro ao lado e decida. As principais cidades de cada Estado já revelam diferenças. Chicago, em Illinois, é um dos mais importantes municípios dos EUA, com 3 milhões de habitantes. No Arizona, o município mais expressivo é Phoenix, no meio do deserto. A cidade até conta com um centro vibrante e boas opções culturais. Mas você já ouviu alguém falar que vai a Phoenix a lazer? Chicago, por sua vez... Além de marcos arquitetônicos (a Sears Tower é um deles) e atrações como a gota de aço que domina o Millennium Park, a cidade tem museus, teatros e galerias. Obama e McCain não nasceram nos Estados pelos quais foram eleitos senadores - mas construíram sua base política ali. O vitorioso, porém, pode trazer benefícios turísticos ao Estado. E isso Illinois já aprendeu. Dois presidentes fizeram carreira por lá: Abraham Lincoln e Ronald Reagan. A Abraham Lincoln Presidential Library and Museum (www.alplm.org) movimenta a capital Springfield. E a casa onde Reagan passou a infância virou atração (www.ronaldreagantrail.net). O Arizona, por sua vez, tem o Grand Canyon e o Rio Colorado. E para os mais aventureiros os paredões de pedra e as águas propícias para o rafting superam tudo que Illinois possa oferecer. A tendência seria admitir um empate técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.