Oberwesser, a morada da Branca de Neve?

 A floresta de Reinhardswald, a mesma que emoldura o castelo da Bela Adormecida, circunda Oberweser. E serve de parque de diversões para trilheiros e adeptos do mountain bike. Além de natureza, a cidade de 900 anos e 3.300 habitantes, é conhecida por ser a morada da Branca de Neve.

Adriana Moreira/Estadão,

06 Agosto 2013 | 12h08

Ao contrário de outras vilas próximas, não há muitas casas históricas por ali. Uma delas, do século 17, abriga o Museu da Tecelagem (Weberei-Museum Kircher). Conta-se que, durante sua restauração, foram achados ali sete gorrinhos encravados nas paredes - expostos através de um vidro. Assim surgiu a lenda de que a princesa vivera ali com os sete anões.

Outro passeio curioso é o Der Muehlenplatz, que reproduz vilas e prédios icônicos da Alemanha - incluindo o castelo de Neuschwanstein, na Rota Romântica, famoso por ter inspirado Walt Disney na criação do castelo da Cinderela no Magic Kingdom, em Orlando. Uma boa parada para descansar antes de seguir viagem. A entrada custa 2 euros.

Mito ou verdade?

Acredita-se que a história de Branca de Neve tenha sido baseada em personagens reais do século 16. Margarethe, filha de uma rica família de Waldeck, perdeu a mãe muito pequena. Aos seis anos, o pai se casou novamente. A madrasta era muito rígida e, aos 16 anos, Margarethe foi mandada para Bruxelas. Sua saúde se deteriorou rapidamente, criando rumores de que teria sido envenenada.

Margarethe era irmã do fundador de uma mineradora de cobre em Bergfreiheit, na mesma região. Os moradores dali tinham baixa estatura, em razão da má postura (os túneis eram pequenos e estreitos), aliada a uma dieta pobre. Usavam chapéus pontudos e viviam em casas simples, semelhantes à do conto de fadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.