Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Oito programas necessários para curtir Arraial D'Ajuda

Em meio ao caldeirão de sotaques que se ouve nesse distrito de Porto Seguro, há praias charmosas, bons restaurantes e, para os corajosos, atrações para descarregar adrenalina

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

20 Novembro 2018 | 04h00

A calmaria e o agito convivem em harmonia, bem como os visitantes de origens diversas. Entre os turistas há argentinos, portugueses, italianos, alemães, russos, paulistas, brasilienses, mineiros, gaúchos, catarinenses, baianos. Um caldeirão de idiomas e sotaques que chega a Arraial D’Ajuda pelos mesmos motivos: a beleza das praias e o charme que caracteriza uma das vilas litorâneas mais procuradas do sul da Bahia.

Com cerca de 17 mil habitantes, Arraial D’Ajuda é um distrito de Porto Seguro, cidade da qual está separada pelo Rio Buranhém. Para cruzá-lo, a balsa (R$ 18 a R$ 22 por carro, mais R$ 4,50 por passageiro) funciona 24 horas, com saídas a cada meia hora. A travessia dura cerca de 10 minutos e, durante a alta temporada, no verão, a espera na fila costuma ser longa.

O vilarejo surgiu em 1549, quando os primeiros jesuítas chegaram com as suas três naus: Conceição, Salvador e Ajuda, que viraram nomes de cidades e   de suas primeiras igrejas. Inicialmente, a vila era chamada de Arraial de Nossa Senhora D’Ajuda, em homenagem à santa padroeira – só mais tarde  foi reduzido.  Mas o nome da santa permaneceu na igreja da vila, construída no século 16 e considerada o primeiro templo religioso do Brasil. Por isso, é tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Hoje, sua fachada é tomada de fitinhas coloridas, que rendem selfies irresistíveis entre os turistas.

Durante o dia, os 20 quilômetros de praias são a atração principal, com perfis  para agradar as preferências de diferentes tipos de turistas. Em comum, um mar de águas mornas e transparentes, com colorações que variam com a luz do dia. A vegetação é composta por trechos de restinga e de Mata Atlântica – e sim, há os coqueirais que você espera encontrar numa praia baiana. As falésias, coloridos paredões de areia com até 45 metros de altura, surgem na  caminhada pela areia em direção ao sul da vila  – uma surpresa impactante.

Assim como Porto Seguro, Arraial D’Ajuda está no trecho do litoral baiano conhecido como Costa do Descobrimento, tombado pela Unesco como Patrimônio Natural. Nesta reportagem, os programas essenciais de Arraial, para você se programar neste verão.

 *A REPÓRTER VIAJOU A CONVITE DA SECRETARIA DE CULTURA E TURISMO DE PORTO SEGURO E DO MAITEI HOTEL 

COMO CHEGAR

Quem leva: Azul (R$ 402), Gol (R$ 454) e Latam (R$ 461) são as companhias aéreas que operam voos diretos entre São Paulo e o aeroporto de Porto Seguro, a 10 km de Arraial D’Ajuda. 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.