Mônica Nobrega/Estadão
Mônica Nobrega/Estadão

Onde comer em Park City

Conhece o turkey chilli, o chilli de peru? Além dos ingredientes locais, cidade tem excelente cena gastronômica

Mônica Nobrega, O Estado de S.Paulo

08 de janeiro de 2019 | 04h39

Todas as vezes em que o prato surgiu nos cardápios, escutei de algum morador de Park City que “você tem de provar” o chilli de peru. Receita tradicional da região, tem uma versão especialmente famosa no restaurante do Snow Park Lodge, base de montanha de Deer Valley: uma cremosa e picante combinação de cubos de peru, feijão preto, milho e condimentos. Puro creme da comfort food, para usar uma expressão da moda.

Truta é outro festejado ingrediente local. A coleção de restaurantes na cidade, de cozinha internacional e antenada, é notável. Eis uma seleção de onde ir e o que pedir.

Brunch

Sabe café da manhã que sustenta até o meio da tarde? O australiano Five5eeds é isso. Investe em café de qualidade e comida saudável. Meus inesquecíveis: torrada de cogumelos e quinoa, taco de camarões, shakshouka (receita marroquina com ovos e berinjela) e pudim de chia (juro!). Cerca de US$ 30 por um prato salgado, um doce e uma bebida.

O pequeno Harvest, com mesa comunal, é outro destaque. Ótimas torradas com recheios como salmão, abacate e chips de beterraba, e um pão de banana (US$ 9,50) espetacular.

Almoço e jantar

Quer um italiano de raiz? Ghidotti’s é um desses, chique e formal, com decoração um tanto caricata na sua pretensão renascentista. Destaque para a barriga de porco crocante e a brusqueta de almôndega, uma entrada que sustenta. Espera gastar US$ 40 a US$ 50 por pessoa, sem vinho. The Mustang tem um ambiente gostoso e moderno e cardápio enxuto e bem executado; foi onde experimentei a truta com aspargos (US$ 39), que estava apenas correta. Já os potstickers - uma massa recheada e cozida, como uma guioza - com recheio de camarão estavam ótimos.

Tour de comida

Um passeio que mescla comida e a história de Park City, ligada à mineração, é oferecido pela Park City Food Tours (volta a operar em fevereiro). São quatro restaurantes, incluindo o brasileiro The Bridge Café & Grill, que serve coxinha; o Riverhorse on Main, mais bonito e mais gostoso restaurante que provei em Park City (aposte no atum selado) e a cervejaria local Wasatch Brewery, onde experimentei uma cerveja de jalapeño. Sim, jalapeño. Combinou com o petisco de camarão empanado, mas acho que combinaria com pouca coisa além disso.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.