Divulgação/ TourSpain
Divulgação/ TourSpain
PUBLICIDADE

Os caminhos de Santiago para conhecer a Espanha no Ano Jacobeu

Celebração acontece pela primeira vez por dois anos seguidos e oferece rotas com as mais diversas atrações para serem feitas a pé, de trem e até por veleiro

TourSpain, Estadão Blue Studio

18 de novembro de 2021 | 08h00

Os anos de 2021 e 2022 marcam as celebrações de mais um Ano Jacobeu na Espanha - um pretexto mais do que especial para fazer a sonhada viagem pelo mítico Caminho de Santiago, na Galícia, aproveitando uma programação ao longo das cidades e povoados do roteiro.  No Ano Xacobeo, na tradução em espanhol, as chamadas Rutas Jacobeas do Caminho de Santiago recebem diversos eventos - shows, exposições, palestras, mostras de cinema, atividades educativas, culinária etc. - ao longo das festividades.

 

Pela primeira vez, por causa da pandemia, o Ano Xacobeo será celebrado durante dois anos seguidos, garantindo uma oportunidade extra para visitantes desfrutarem todos esses atrativos e privilégios. Com a duração estendida, a expectativa é que o Xacobeo 21-22 seja realmente especial, inspirador e um ponto de encontro real para viajantes e peregrinos do mundo todo no Caminho de Santiago.

O que é o Ano Xacobeo?

O Xacobeo é celebrado quando o dia 25 de julho, dia de Santiago, cai no domingo - uma coincidência que ocorre em intervalos diferentes ao longo do tempo: às vezes, acontece a cada cinco ou seis anos; outras, é preciso esperar até 11 anos pelo próximo Ano Santo.

Instaurado em 1126 pelo papa Calisto II, o Xacobeo promete o perdão de todos os pecados a quem peregrinar até a tumba do apóstolo Santiago no Ano Santo. A indulgência (ou jubileu) pode ser conquistada em três passos: visitando a catedral de Santiago de Compostela, na Galícia; fazendo uma oração e pedindo a bênção do papa; confessando e comungando. Exclusivamente no Xacobeo é aberta a Porta Santa da catedral e quem entra no santuário por ela também recebe a indulgência.

Todos os caminhos levam a Santiago de Compostela

No Caminho de Santiago a jornada é muito mais importante que a chegada em si, e, embora o modo tradicional seja completá-lo a pé, existem diversas outras opções, algumas muito confortáveis.

É possível, por exemplo, fazer o caminho parcialmente pelo mar, em um veleiro, parando em portos como Santander, Gijón e Coruña e conhecendo interessantes povoados de pescadores, entre eles Cudillero, San Vicente de la Barquera e Bermeo. 

Por terra, o caminho pode ser feito também de trem. O Trem Peregrino, por exemplo, vai de Madri a Santiago de Compostela no verão como um pequeno hotel sobre trilhos, incluindo paradas em cidades como Vigo, Pontevedra e Vilagarcía de Arousa. Ao longo da viagem de cinco dias, é possível percorrer trechos a pé ou de bicicleta ou mesmo aproveitar para apenas curtir cada destino de parada.

Destinos e atrações icônicos em uma mesma viagem

O Caminho de Santiago dá ao viajante a possibilidade de conhecer diversos destinos e atrações espanhóis icônicos ao longo de uma mesma e mítica viagem, em uma rota inigualável. Isso inclui as famosas ruas e becos de Pamplona, o palácio episcopal de Astorga, projetado por Gaudí, os fantásticos vitrais da catedral de León, os mais de 2 quilômetros da muralha romana de Lugo e, é claro, a espetacular catedral de Santiago de Compostela, erguida sobre restos de antigos templos e reunindo diversos estilos arquitetônicos, o gran finale de qualquer roteiro.

Uma viagem também gastronômica

Um dos excelentes pretextos para se aventurar pelo Caminho de Santiago é o banquete gastronômico que os dias na rota proporcionam. Atravessar tantas regiões espanholas em uma mesma viagem é uma festa também para o paladar. 

Ao longo do Caminho Francês, o mais tradicional, que se desenrola por mais de 700 quilômetros, é possível provar delícias típicas, entre elas: as alcachofras, os pimentões de piquillo, os queijos e os aspargos de Navarra; o cordeiro ternasco, os pêssegos de Calanda e o jamón de Teruel, em Aragón; o bacalhau, as chuletas de cordeiro e os imperdíveis vinhos de La Rioja; o cordeiro assado, a morcilha, o ensopado de caranguejos e a cecina de Castilla y León. 

E, claro, na Galícia, nem pense em resistir à tentação do polvo "à feira", do lacón com grelos, das empanadas, dos pimentões de padrón, dos frutos do mar frescos (não é por acaso que a concha de vieira é o símbolo do caminho!) ou da imperdível torta de Santiago.

Uma viagem sem igual

O Caminho de Santiago, que culmina sempre na chegada a Santiago de Compostela, na Galícia, é uma das maneiras mais especiais de conhecer a Espanha, atravessando diferentes regiões do país em um mesmo percurso. Seja a pé, a cavalo, de bicicleta ou de trem, são novas e inesquecíveis aventuras, paisagens, cidades, povoados, pessoas e histórias a cada dia de viagem. 

Primeiro roteiro a ser declarado Itinerário Cultural Europeu (em 1987), o Caminho de Santiago é composto por diferentes rotas: Caminho Francês, Caminho Primitivo, Caminho de Inverno, Caminho Inglês ou Caminho do Norte, Caminho Português da Costa... Seja qual for a rota escolhida, a paisagem ao longo da jornada é repleta de contrastes e belezas naturais, de bosques a montanhas, de campos cultivados ao litoral recortado, de povoados a pradarias, de surpresas arquitetônicas a monumentos cheios de história e herança cultural. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

PUBLICIDADE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.