Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Os melhores destinos para 2019

Que destinos serão os mais cobiçados? Quais os mais favoráveis para o turista brasileiro? Para responder a essas questões, consultamos 32 especialistas do setor, que votaram em seus 10 favoritos. O Peru foi o grande campeão – entenda por que e conheça os outros eleitos a seguir

O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2018 | 05h00

As eleições em 2018 foram disputadas. Os ânimos se acirraram, e houve até quem fosse às redes sociais fazer campanha para seu candidato favorito. Poderia ser um resumo do pleito presidencial, mas trata-se de um assunto bem mais leve: a eleição os Melhores Destinos para 2019, realizada pelo sexto ano consecutivo pelo Viagem

Ao todo, 32 jurados – entre blogueiros, colunistas do caderno, influenciadores, artistas, empresários do turismo e outros viajantes – não apenas votaram em seus favoritos, mas também foram ao nosso Instagram pedir votos para seu destino do coração. Assim, chegamos aos 10 eleitos desta edição e ainda destacamos aqueles que você, leitor, ajudou a escolher.

Com um total de 25 votos, o Peru sagrou-se o grande vencedor, isolado na liderança. Foi seguido pela Croácia e pela cidade do Porto, em Portugal, ambos com 22 pontos. Usando o voto dos nossos seguidores do Instagram como critério de desempate, a Croácia levou a melhor. Pela ordem, seguiram-se ainda Lençóis Maranhenses, Japão, Islândia, Sudeste Asiático, a paraense Alter do Chão, Egito e o Ceará

Como é o processo

Para chegar à lista final, a equipe do Viagem faz uma pesquisa de tendências nacionais e internacionais tendo como base fatores como novidades na aviação e hotelaria, inaugurações, variação cambial, segurança, grandes eventos prévios (caso da Rússia, que acabou ficando de fora da lista final) ou futuros (como a Olimpíada no Japão).

Depois de muitas horas de debates, chegamos a uma primeira lista de destinos – este ano, com 21 integrantes –, encaminhada para nosso corpo de júri, que escolheu seus 10 favoritos. 

Foram esses critérios que colocaram a Califórnia em nossa lista inicial. A icônica Highway 1, que liga São Francisco a Los Angeles pela costa do Pacífico, reabriu um trecho importante, em Big Sur, que ficou cerca de um ano interditado para reparos. Os incêndios que atingiram o Estado, no entanto, prejudicaram a candidatura, e ela também não entrou na lista final. 

Jalapão (TO), Tanzânia, Malta, Cancún, Havaí, Capitólio (MG), Frankfurt, Bruxelas e Guararema (SP) tampouco conseguiram espaço entre os 10 eleitos. Mas isso não significa que não mereçam destaque. Eles – juntamente com os integrantes desta seleta lista – estão em um especial online caprichado, disponível aqui.

Mais conteúdo sobre:
Brasil [América do Sul]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.