Os paraísos particulares dos autores

Istambul, Cartagena e Lanzarote na rota de outros gênios das palavras

O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2008 | 02h50

Gabriel García Márquez, Nobel de 1982, nasceu em Aracataca, mas fez de Cartagena de Índias, no Caribe colombiano, a morada de sua alma. Ruas e praças da cidade estão em O Amor nos Tempos do Cólera, entre outros. José Saramago mora em Lanzarote, nas Ilhas Canárias, desde 1991, quando O Evangelho Segundo Jesus Cristo foi censurado em Portugal sob o argumento de que ofendia os católicos. Ganhou o Nobel em 1998. Orhan Pamuk descreve como ninguém sua Turquia natal. Só a imagem que faz de Istambul, no livro de mesmo nome, já mereceria o Nobel de 2007. "Viajar pelo Bósforo (...) é ver a cidade (...) como uma silhueta, uma miragem."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.