Outros espaços para ouvir boa música

Ilana Lichtenstein, BUENOS AIRES, O Estado de S.Paulo

27 Abril 2010 | 02h19

Salão Versailles. Ambiente é um dos que convida o admirador de música a conversar com os artistas

 

Até um jogador de futebol, ao fazer um gol fantástico, corre o risco de ouvir os torcedores, entusiasmados, gritarem: "!Al Colón, al Colón!" Mas há outros espaços acústicos interessantes na capital. Confira alguns e os destaques de suas programações:

Gran Rex

www.mozarteumargentino.org O palco desse teatro na Avenida Corrientes (número 857) abriga todas as quartas-feiras, às 13 horas, a ótima série Concertos del Mediodía, promovida pelo Mozarteum Argentino. As apresentações são gratuitas e, se quiser garantir seu lugar nas mais concorridas, convém chegar um pouco antes. É o caso no dia 24 de agosto, quando ninguém menos que o maestro argentino Daniel Barenboim estará na casa.        

Teatro Avenida

54-11-4381 0662

A fachada é de néon e o saguão, todo moderno. Por isso, os amantes da música clássica devem prestar atenção para não passar despercebidos pelo número 1.222 da Avenida de Mayo. O endereço abriga um teatro gracioso que, como o Colón, completou 100 anos em 2008. Até outubro, as companhias Buenos Aires Lírica (www.balirica.org.ar) e Juventus Lyrica (www.juventuslyrica.org.ar) ainda encenam, cada uma, quatro títulos de ópera por ali.     

Festival Bach e o Círculo Schumann

www.festivalesmusicales.org.ar A organização Festivales Musicales de Buenos Aires, que existe há 30 anos, agrada especialmente aos que se interessam por instrumentos e repertório antigo, em busca de obras preciosas. No dia 10 de maio, por exemplo, há uma apresentação no Auditório de Belgrano (54-11-4783-1783) com cravo, violino barroco e flauta barroca. A temporada tem, ainda, recitais no Teatro Coliseo (54-11-4814-3056), no Avenida e no próprio Colón.

  Centro Nacional de la Musica

www.cultura.gob.arO escritor Jorge Luis Borges chegou a ser diretor da entidade, que ocupa um edifício no bairro de San Telmo ? construído em 1901, o belo prédio também já abrigou a Biblioteca Nacional. No ciclo de concertos de câmara Música en Plural, às 18 horas do último domingo de cada mês, artistas fazem recitais com entrada gratuita. Para o dia 28 de maio, por exemplo, está prevista a apresentação de um quarteto de cordas, que executará peças escolhidas de Bach.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.