Paisagem

É fácil de constatar no voo mais movimentado do território brasileiro, a ponte aérea Rio-São Paulo: paisagem bonita eleva o índice de felicidade a bordo. Já experimentou ficar na janelinha da esquerda, do Rio para São Paulo, ou na da direita, no sentido inverso? É Restinga da Marambaia, Ilha Grande, Ilhabela, Ubatuba, Guarujá, um monte de verde e azul antes de o avião embicar para o planalto paulista. Os 40 e poucos minutos passam voando.

Mônica Nóbrega, O Estado de S. Paulo

29 Março 2016 | 04h00

Ver beleza do lado de fora da aeronave faz a alegria de 40% dos internautas ouvidos na pesquisa do voo perfeito. Mesmo sendo um atributo sobre o qual o poder de escolha é nulo, vale saber quais paisagens podem render bons momentos e boas fotos. 

Escolha um voo diurno para Santiago, no Chile, e veja os picos com neve eterna dos Andes. De Londres para Genebra, Nice, Marselha ou Milão, a vista é dos Alpes. Cruzar os Estados Unidos de leste a oeste rende Montanhas Rochosas e os cânions do Colorado. No Hemisfério Norte, em voos envolvendo a Islândia, Oslo, Estocolmo e São Petersburgo entre outubro e março, há chance de ver lances da aurora boreal – sente à esquerda em trajetos no sentido leste, e à direita no sentido contrário. 

LEIA MAIS: Veja quais são os melhores destinos eleitos para 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.