Kazutoshi Yoshimura/Tourism Vancouver
Kazutoshi Yoshimura/Tourism Vancouver

Para curtir a neve em Vancouver, vá a Grouse Mountain

Gôndola sai direto da cidade para as montanhas nevadas, onde esqui, snowboard e outros esportes de inverno aguardam os visitantes

Nathalia Molina, Especial para o Estado

05 de janeiro de 2020 | 06h50

Como numa sessão de ioga, Grouse Mountain eleva o encontro do mar com o céu à visão do horizonte. Em minutos, a gôndola Skyride sai da Vancouver invernal rumo a um mundo nevado. Depois da maravilhosa vista da cidade se afastando devagar, enquanto o Pacífico e as Ilhas do Golfo surgem ao fundo, um bosque de pinheiros e um terreno esquiável de 212 acres recebem o visitante.

Quem quiser se divertir no gelo, praticando esqui, snowboard, tirolesa, snowshoeing (caminhada com raquetes) ou patinação, encontra equipamentos para alugar. Grouse Mountain, no entanto, supera a imagem de destino de esportes de montanha. A 1,2 mil metros de altitude, a estrutura inclui restaurante, café e lanchonetes. O cenário no inverno é tão bonito que compensa ir até lá mesmo que você não queira experimentar fazer nenhuma das modalidades.

Quando está nevando, o rinque de patinação ganha um ar esfumaçado, e a atmosfera fica toda turva de brancura, como numa visão surreal. É lindo, ainda mais porque a pista faz parte da paisagem. Não foi montada ali, como costumam ser os rinques em cidades. Outra atividade muito divertida em Grouse Mountain é escorregar no gelo. Durante o trecho curtinho, a descida sobre a almofadinha não chega a atingir uma velocidade grande. É gostosa a sensação de se sentir na natureza, brincando como criança ao ar livre.

Inesperado, no entanto, é se ver cercado por pinheiros nevados, quando meia hora antes você estava no asfalto. Localizada a apenas 15 minutos, na vizinha cidade de North Vancouver, Grouse Mountain é surpreendente pela proximidade e pela beleza. A caminhada no bosque nevado mostra um cenário mais encantador do que o outro. Para um programa completo, há um tour de snowshoeing combinado com fondue no Altitudes Bistro. A refeição em três etapas é realizada, perto da lareira, depois da caminhada com raquetes.

Mais atividades

Para explorar mais a região das montanhas ao redor de Vancouver, Cypress Mountain pode ser o destino de quem busca esqui cross-country e snowtubing. Crianças acima de 6 anos já podem experimentar descer nas boias com capacidade para até seis pessoas — abaixo de dez anos têm de estar acompanhadas por adultos.

Distante 30 quilômetros, a estação na cidade de West Vancouver também pode ser alcançada por transporte público. Do mesmo modo, essa alternativa é válida para se chegar a Grouse Mountain e a Sea to Sky Gondola, outro ponto para a prática de esportes de neve, localizado na rodovia BC-99.

Na subida de Vancouver em direção a Whistler, pouco antes da cidade de Squamish, a Sea to Sky Gondola proporciona uma visão panorâmica. A ponte suspensa de 100 metros de comprimento e as plataformas de observação podem ser visitadas em qualquer época do ano. Entretanto, neste inverno, a gôndola está fechada. Em agosto, um dos cabos foi cortado em decorrência de uma sabotagem, conforme concluiu a investigação sobre o acidente sem feridos (ocorrido antes da abertura da atração).

Segundo previsão da companhia, a Sea to Sky Gondola deve voltar a funcionar na primavera canadense de 2020, quando a empresa planeja inaugurar ali a Elevated Tree Walk, estrutura espiral que promete erguer o público 27 metros acima das árvores.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.