Para curtir o centro e ir às compras

O centro de Munique (foto) é um local aprazível para caminhar e, em grande parte por causa do Viktualienmarkt, um dos mais agradáveis mercados ao ar livre da Europa. O encanto da região só cresceu desde a reabertura, em 2011, do Schrannehalla (Vikturalienmarkt, 15), um local de comida especializada situado no antigo mercado de grãos. Ali há stands com chocolate caseiro (Confiserie Amai), gin alemão (Käfer Delikatessen Markt) e carne maturada (Zum Goldenen Kalb).

O Estado de S.Paulo

01 Outubro 2013 | 02h18

Para ir às compras dentro do espírito local, elimine as megalojas refinadas do centro e vá às pequenas butiques das ruas tranquilas do bairro de Maxvorstadt. Comece na Schraudolphstrasse, 10, uma loja e ateliê onde os artistas criam joias e cerâmicas, desde pulseiras delicadas de ouro e brincos de prata a vasos esmaltados em cor turquesa. Depois, siga até a outra extremidade para encontrar roupas feitas no A Kind of Guise (Adalbertstrasse, 41b), grife de Munique que abriu sua primeira loja em 2012. Mas, apesar de todas as mudanças da cidade, a mais agradável atividade aos domingos ainda é caminhar pelo Jardim Inglês, espaço verde maior que o Central Park, que jamais perde o seu charme. Ali está o Seehaus (Kleinheselohe, 3), talvez o mais cênico jardim de cerveja de Munique, onde cisnes deslizam pelo lago e grandes pretzels são o acompanhamento perfeito para uma refrescante cerveja clara sob o sol.

Menus criativos e menos calóricos A cozinha da Baviera tradicionalmente é vista como um convite à obesidade. Contudo, o restaurante Kochspielhaus (na foto; Rumfordstrasse, 5) vem ajudando a acabar com tal associação. Situado no moderno bairro de Glockenbach, o restaurante é propositadamente desalinhado, mas sofisticado, iluminado com dezenas de velas colossais e dono de um cardápio centrado nos produtos da estação. Um jantar recente incluiu uma sopa de cenouras e gengibre com creme fresco e croutons crocantes, seguida de um tartare de salmão com salada de couve de Bruxelas, abacate, pinhões e molho à base de soja. O jantar para duas pessoas ficou em 45.

Já o Les Deux (Maffeistrasse, 3), um dos novos locais de almoço mais frequentados da cidade, é um restaurante para gourmets com um menu criativo preparado pelo jovem chef Johann Rappenclück. Para um almoço rápido tente a brasserie, mais informal, onde as mesas se espalham pelo jardim contíguo e o cardápio, mais simples, inclui uma torta alsaciana crocante com bacon e alho-poró, ou aspargos salteados com queijo Feta. O almoço para dois fica em 30.

Aberto no fim do ano passado, o Spezlwirtschaft (Ledererstrasse 3) representa a versão moderna da comfort food alemã. O schnitzel ligeiramente empanado é acompanhado de uma salada de couve de Bruxelas ( 16,80), os knödel (bolinhos) de abóbora vêm com acelga selada na frigideira ( 12,80) e a Kasspatzen (massa com queijo) coberta de cebolas fritas crocantes ( 8,80) é a versão bávara do mac and cheese (macarrão de forno americano).

E para beber? Tudo combina com uma espumante cerveja de verão da Hofbräu ( 4,20).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.