Pixabay.com
Pixabay.com
Imagem Gilberto Amendola
Colunista
Gilberto Amendola
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Para onde viajar depois de levar um fora?

Nem todos os destinos ajudam a curar um coração partido - veja os mais indicados para curar uma decepção amorosa

Gilberto Amendola, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2020 | 07h00

Como dizia um velho sábio chinês que eu acabei de inventar: “Você precisa respeitar um ano que começa com um dente quebrado e um coração partido”. 

Se me serve de consolo, não foram acidentes simultâneos (o que seria estranho demais). Além disso, o dente já foi consertado em um desses açougues odontológicos que trabalham 24 horas por dia, todos os dias da semana, praticando um preço que deveria cobrir meus 32 dentes (acho que é isso) e me deixar com o sorriso do Frank Sinatra.

O coração já é um treco mais difícil. Esses açougues 24 horas não resolvem – mesmo cobrando caro. Felizmente, ele, o coração, não fica exposto toda a vez que abro a boca ou ensaio um sorriso. Uns trincadinhos não devem afetar a função básica dessa máquina – que, como todos sabem, é de bombear sangue e metáforas ruins.

Mas vamos logo ao tema dessa coluna: para onde viajar depois de um revés amoroso? Quais cidades oferecem mais consolo ou álcool para curar um universal pé no traseiro? Vamos fazer esse exercício juntos:

1) Não, você não vai passar as férias em posição fetal dentro de um quarto escuro.

Você também não vai passar as férias na cidade em que ela nasceu ou na cidade preferida dela.

2) Paris

Linda. Mas romântica demais. O sujeito pode ficam macambúzio (sempre quis escrever essa palavra no jornal) vendo aqueles casais comendo croissant e tirando selfies fofinhas. É muito l’amour e j’adore de uma vez. Melhor evitar.

LEIA TAMBÉM: Seis erros clássicos para não cometer em Paris

3) Nova York

Amo. Mas acho arriscado descontar toda frustração em compras, compras e mais compras. Só recomendado para quem tem fundos.

LEIA TAMBÉM: Tudo sobre Nova York

4) Havana

Charutos e rum. Muito rum. Tipo de lugar que funcionaria para mim. 

LEIA TAMBÉM: Embarque em uma viagem musical pelos ritmos de Cuba

 

5) Buenos Aires

Não sei, não sei. Toda aquela passionalidade no ar. Todo aquele tango narrando amores ferrados. Por outro lado, tem aqueles vinhos Malbec que abraçam você por dentro e fazem da vida um coisa mais aceitável. Coluna do meio para Buenos Aires.

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Buenos Aires, à moda portenha

6) Salvador

Sim, umas férias aeróbicas curam qualquer amargor. 

LEIA TAMBÉM: Tudo sobre viajar para a Bahia

7) Roma

Não. Jamais. A Itália inteira está interditada.

LEIA TAMBÉM: Tudo sobre viajar para a Itália

8) Viena

Acho perfeito. A cidade em que Freud viveu. Além da ajuda profissional, a cidade é tão organizadinha que acaba nos reorganizando também.

LEIA TAMBÉM: Tudo sobre viajar pela Áustria

9) Teerã

Se é pra esquecer... Não, melhor deixar para uma próxima oportunidade.

LEIA TAMBÉM: Um roteiro por Irã e Líbano

10) Budapeste

Opa, taí uma oportunidade. Nunca vi tanta gente bonita em uma cidade só. Quem sabe não é o lugar ideal para esquecer alguém...

LEIA TAMBÉM: Tudo sobre viajar pela Hungria

11) Tóquio

Pensei muito nesse destino, mas o meu veredicto é “não”. Um lugar em que você não entende uma palavra e não consegue se comunicar pode levá-lo a pegar o WhatsApp e fazer besteira.

LEIA TAMBÉM: Tudo sobre viajar pelo Japão

12) Cidade do México

Sim, sim. Óbvio! Mezcal, tequila e tacos e tudo o mais que essa cidade pode proporcionar já grudam qualquer coração com SuperBonder.

LEIA TAMBÉM: Descubra a alma colorida da Cidade do México

13) Bruxelas

Hum, fiquei tentado a cravar um sim aqui, mas acho perigoso com aquele tanto de chocolate e batata frita. Pode ser uma armadilha.

LEIA TAMBÉM: Siga os mestres: um roteiro de arte por Holanda e Bélgica

14) Marte

Se a passagem estiver em conta, tô dentro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.