Para ver as cataratas em sua melhor forma

Aproveite que a alta temporada em Foz do Iguaçu está começando e curta ao máximo os dois lados do parque

Evandro Fadel, O Estado de S.Paulo

19 Outubro 2010 | 01h35

O volume de água está na medida. Não tão cheio a ponto de interditar a passarela-mirante, como ocorreu em abril, por conta do excesso de chuvas, nem tão vazio que transforme as fabulosas Cataratas do Iguaçu em filetes d"água escorrendo pelos paredões de pedra. A temporada no Parque Nacional do Iguaçu começa neste mês, na melhor situação possível.

Por isso mesmo, a previsão é de recorde no número anual de visitantes. Cerca de 1,2 milhão de pessoas são esperadas até 31 de dezembro. O melhor desempenho desde 1980, quando começou a contagem, foi registrado em 2005: 1,18 milhão.

A mobilização dos diferentes setores do turismo em Foz do Iguaçu, cidade base para a visita ao parque, ajuda a explicar o otimismo. O número de voos diários, por exemplo, aumentou de 8, em 2007, para 19, hoje. Até o fim do ano, serão 26.

E a recente integração com a porção argentina da reserva reforçou o interesse, a exemplo da campanha internacional para eleger as cataratas como uma das sete maravilhas naturais. No feriado da semana passada, a parte brasileira recebeu 29.012 visitantes, enquanto a portaria de Porto Iguazu, na Argentina, registrou 25.500 entradas. Ou seja, os turistas entenderam o recado. O Rio Iguaçu é ainda mais bonito quando admirado a partir dos dois pontos de vista.

Por aqui. O trunfo brasileiro é a vista geral das cataratas. O passeio mais procurado, a Trilha das Cataratas, não exige guia nem preparo físico. Há vários mirantes, além da passarela que desemboca direto no melhor ponto de observação da Garganta do Diabo, a queda mais famosa.

Pelas águas, você pode embarcar em um bote para chegar mais perto da Cachoeira dos Mosqueteiros, no Macuco Safári (macucosafari.com.br). Outra opção é o sobrevoo de helicóptero. Informações: (45) 3529-7474. Quer se hospedar dentro do parque? O Hotel das Cataratas está tinindo de novo (leia mais na página 5).

Lado de lá. Pela entrada Argentina, chega-se muito perto das exuberantes quedas d"água. No passeio aquático hermano, o Gran Aventura (iguazujunglexplorer.com), o barco praticamente entra debaixo da queda de San Martín.

Só do lado de lá você pode admirar as cataratas à noite (no lado brasileiro, o programa é exclusivo para os hóspedes do Hotel das Cataratas). O luau ocorre cinco vezes por mês, com reserva (iguazuargentina.com). Os vizinhos também têm o seu hotel no parque: o Sheraton Iguazu (starwwodhotels.com). Mas o estabelecimento está um tanto desgastado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.