Christophe Petit Tesson/EFE/EPA
Christophe Petit Tesson/EFE/EPA

Paris inaugura 'praias' criadas para lazer durante o verão

Cidade espera receber 9 milhões de visitantes durante a temporada de verão

EFE

11 Julho 2018 | 06h10

PARIS - A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, inaugurou oficialmente no sábado, 7, as "praias" da cidade, que até 2 de setembro reforçam a oferta de lazer nas margens do rio Sena e no Bassin de la Villette, uma iniciativa que já se repete há 17 anos.

Hidalgo percorreu um trecho do Sena dedicado aos eventos de verão, que nos píeres da margem direita vai desde a altura do Museu do Louvre até o metrô Sully Morland.

Ao nordeste da cidade, no Bassin de la Villette, um dos pontos fortes são as piscinas criadas com as águas filtradas do próprio canal, da mesma forma que o porto esportivo no qual é possível alugar pequenas embarcações. Também foi instalada no local uma torre Eiffel em miniatura.

Mais de 30 atividades, esportivas e culturais, foram organizadas durante estes quase dois meses: desde cursos de Tai Chi e de ioga a jogos de mesa, passando por competições de peteca, de totó, leitura com bibliotecas móveis e sessões de baile, tanto de tarde como de noite.

Como no ano passado, a Câmara municipal decidiu não dotar suas "praias" de areia porque considera que trazer dezenas de toneladas para poucas semanas do ponto de vista ecológico não é justificável.

No entanto, para tomar sol e aproveitar o bom tempo há áreas com gramado nas quais se podem estender cangas, mas também deitar gratuitamente em alguma das 800 redes desdobradas e proteger-se com algum dos 500 guarda-sóis.

Além disso, as duchas permitem se refrescar e os bares e restaurantes temporários, beber e comer.

Paris recebeu 5,6 milhões de visitantes durante o primeiro trimestre de 2018, 7,4% a mais que no mesmo período que 2017. A Câmara Municipal espera 9 milhões durante a temporada de verão, 10% a mais que a precedente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.