Park City

Park City, a 40 minutos de Salt Lake City, capital do Estado de Utah, chega à temporada 2014/2015 com novo proprietário: o resort de neve acaba de ser comprado por Vail, tornando-se o nono no portfólio do grupo. Para os turistas, a operação importa porque Park City passa a fazer parte do Epic Pass (snow.com), passe que dá acesso ilimitado, durante toda a temporada, às nove estações Vail Resorts, por um custo de US$ 769 para adultos e US$ 399 para crianças.

O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2014 | 02h06

Com a aquisição, o grupo pretende integrar Park City e o resort vizinho, Canyons, para criar a maior estação de esportes de neve dos Estados Unidos, prevista para estrear na temporada 2015/2016. Com a vantagem do fácil acesso: Salt Lake City recebe cerca de 700 voos diários.

Além do snowboard e do esqui, outra brincadeira fará você descer a montanha na velocidade que desejar. Pelos trilhos encravados na neve da Alpine Coaster, os carrinhos podem descer entre curvas e loopings a toda velocidade ou em um ritmo mais contemplativo, que permita apreciar a paisagem da montanha Wasatch. Os preços da temporada 2014/2015 ainda não foram divulgados - no ano passado, cada descida custava US$ 20 por pessoa.

Tours históricos guiados e gratuitos levam a caminhadas pela montanha e narram a história da mineração de prata em Park City, além de curiosidades sobre a Olimpíada de Inverno de 2002, que teve modalidades disputadas ali. Outro jeito diferente de ver a montanha é aderir ao esqui noturno, das 16 às 20 horas, com reserva. Ou embarcar em um passeio de trenó puxado por cavalos, que segue por cerca de meia hora até um chalé no alto da montanha, onde um chef está a postos para preparar o jantar dos visitantes. Custa a partir de US$ 89 por pessoa.

Park City abre a temporada em 22 de novembro, até 12 de abril. Com altitude de até 3.048 metros, tem 114 pistas, divididas em 31% avançadas, 52% intermediárias e 17% iniciantes. Há 16 lifts. Site: parkcitymountain.com

Mais conteúdo sobre:
Esqui Neve Inverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.