Thiago Lasco/Estadão
Thiago Lasco/Estadão

Passeio de barco e velas acesas ao entardecer pelo Rio Thu Bon

Ritual que reúne mulheres e crianças acontece pouco depois das 18 horas

Thiago Lasco, O Estado de S. Paulo

03 Outubro 2017 | 04h30

O passeio pelo rio Thu Bon até pode ser feito a qualquer hora do dia, mas bom mesmo é deixá-lo para o fim da tarde. É nesse momento que a mágica de Hoi An acontece.

Pouco depois das 18 horas, quando o céu já está naquele crepúsculo azulão, mulheres e crianças vão para a beira do rio com bandejas cheias de velas, dispostas em barquinhas de papel coloridas. É nesse momento que você contrata um barco e, de dentro dele, deposita as barquinhas no leito do rio, formulando um pedido para cada vela acesa.

Aos poucos, o Thu Bon vai sendo tomado por barcos indo em todas as direções, espalhando mais e mais barquinhas acesas em suas águas, nas quais os últimos raios do dia ainda se refletem. Casais de noivos aproveitam a cena para registrar vídeos e imagens para seus álbuns de casamento e, claro, lançar velas ao rio, pedindo bênçãos para a próxima etapa de suas vidas. 

Dentro e fora do rio, Hoi An fica toda iluminada e ainda mais alegre, com famílias inteiras nas ruas, ocupando mesas nos bares e restaurantes e enchendo de movimento as barracas que vendem lanternas. É assim, com delicadeza, que esse vilarejo tão especial fisga o coração do visitante.

Mais conteúdo sobre:
Vietnã Vietnã [Ásia] Ásia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.