Passeios em Ushuaia no verão

Estarei em Ushuaia de 25 de dezembro a 3 de janeiro. Penso em visitar glaciares, vinhedos e fazer algum tour marítimo a ilhas próximas. Devo tentar comprar pacote em São Paulo? Tenho receio de ficar limitado nas possibilidades. (José Artur, São Paulo)

RICARDO , FREIRE, O Estado de S.Paulo

04 Novembro 2014 | 02h06

Quando você compra um pacote de operadora de ecoturismo, passeios e atividades estão incluídos e com saídas garantidas. Você já sabe o que vai fazer durante todos os dias da viagem. No entanto, ao comprar a passagem e a hospedagem de maneira avulsa, você perde esse conforto: não existem pacotes só de atividades. Mas isso está longe de ser um problema.

Em qualquer lugar turístico do mundo você vai poder escolher seus passeios depois de chegar. Sempre haverá agências de turismo receptivo no caminho e, na própria recepção do seu hotel, você encontrará um catálogo de passeios disponíveis. Na imensa maioria dos casos, dá para reservar na véspera, ou com dois dias de antecedência. Os passeios mais populares podem ser comprados por agências online, como a Interpatagonia.com e a Viator.com.

Chegar sem programação fixa não limita, mas expande as suas possibilidades. Você pode decidir a sequência dos passeios de acordo com a meteorologia ou o seu estado físico. Pode descobrir in loco passeios que não apareceram na sua pesquisa, ou que ainda não foram divulgados por serem novidades.

No caso de Ushuaia, você não deve ter dificuldade de fazer todos os passeios que quiser. Há inúmeros operadores de barcos turísticos, com diversos roteiros pelo Canal de Beagle, de meio dia ou dia inteiro. Você encontra um resumo nesta página do Turismo de Ushuaia: oesta.do/viaushuaia. Faça dois passeios: um que passe pelas ilhas dos lobos-marinhos e dos pássaros, e outro que vá à Ilha Martillo, onde está a maior pinguinera (colônia de pinguins). Os tíquetes podem ser comprados no próprio píer, que fica no centro de Ushuaia.

Nos outros dias, vá ao Parque Nacional da Terra do Fogo e ande na maria-fumaça do Trem do Fim do Mundo; pegue uma excursão aos lagos Escondido e Fagnano; suba de teleférico ao Glaciar Martial; faça um passeio à estância Hobart. Se curtir atividades físicas, visite uma agência de ecoturismo e encaixe-se em passeios que envolvem canoagem, cavalgada ou trekking (a Compañía de Guías de Patagonia tem um trekking de 6 horas por cima do glaciar Vicinguerra).

Não há vinícolas na região. O clima na Terra do Fogo não é propício para o cultivo de uvas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.