Patagônia, Bariloche e arredores: dá para ir agora?

O Vulcão Calbuco entrou em erupção em 22 de abril, após 40 anos de inatividade. A Região dos Lagos Andinos, onde está o Calbuco, é parte da Patagônia chilena. Na semana passada, o vento levava as cinzas no sentido sudoeste, eventualmente esbarrando na vizinha Bariloche, segundo o Sernageomin, Serviço Nacional Geológico e de Mineração. Para relatórios atualizados e decidir se deve ou não viajar, siga: twitter.com/Sernageomin.

O Estado de S. Paulo

01 Maio 2015 | 21h52

Puerto Montt e Puerto Varas

O aeroporto de Puerto Montt dá acesso às duas principais cidades da Região dos Lagos e Vulcões e está operando normalmente. Mas, com a erupção da última quinta-feira, está mantido o alerta vermelho em um raio de 20 quilômetros ao redor da cratera. Passeios estão fechados.

Pucón

Pouco ao norte da área da erupção, Pucón está em alerta laranja (intermediário). A subida ao Vulcão Villarrica, que também havia entrado em erupção em março, continua interditada. O aeroporto de Temuco, o mais próximo, funciona normalmente.

Bariloche

A cidade argentina é vizinha da região do Vulcão Calbuco, do outro lado dos Andes. Foi afetada pela erupção e recebe ocasionalmente cinzas na atmosfera – os passeios funcionam quando elas não chegam por lá. O aeroporto está aberto: pousos e decolagens dependem da avaliação diária das condições atmosféricas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.