Mônica Nobrega/Estadão
Mônica Nobrega/Estadão

Pedras douradas nas muralhas e casas de Oingt

Olhando da muralha para dentro, parece um brinquedo de dimensões exageradas. Oingt é uma cidadezinha fortificada construída de "pedras douradas" típicas da região. Foi destruída e reerguida após a Guerra dos Cem Anos, no século 14. Fica no alto de uma colina, nos domínios de Beaujolais, cercada por vinhedos.

O Estado de S.Paulo

07 Maio 2013 | 07h13

Trata-se de um passeio rápido, que começa na capela de São Mateus, do século 13. Quem vive na área murada são os de se imaginar: artesãos, músicos, escritores. Várias portas são ateliês e lojinhas. A tecelagem de Christine Poirier (tissages-poirier.com) vende roupas de cânhamo, que foi o principal produto agrícola daquelas paragens nos idos do século 19. A quem interessar, já naquele tempo os agricultores desenvolveram um método de reduzir o teor de THC da planta.

Em dezembro, a cidadela é tomada por luzes, mais de cem presépios e os moradores do entorno, que vão até lá ver a decoração temática. /M.N.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.