Por alto, Kuala Lumpur

A capital da Malásia pode não ter um nome inspirador - Kuala Lumpur significa "confluência confusa". E até por isso não é estranho que seus habitantes - mais de 1 milhão de pessoas vivem lá - e o restante do mundo gostem mais do carinhoso apelido KL. Um dos melhores lugares para começar a desvendar a cidade fica no alto dos 42 metros da Menara Observation Tower (Jalan Punchak, 00--60-3-2020-5421), torre de comunicação com mirante e restaurante giratório. De lá você tem uma espetacular vista 360 graus da cidade, além de belas panorâmicas dos subúrbios e dos morros da Malásia central. Esse também é o lugar para apreciar a real dimensão das Torres Petronas (a base é o Shopping Suria KLCC), o prédio mais alto do mundo entre 1998 e 2004. As duas torres, cada uma com 88 andares, têm 452 metros de altura.Projetadas por americanos, reinterpretam a arquitetura geométrica islâmica das mesquitas, dominando o céu por quilômetros. Entre as torres há uma "ponte no céu", a 41 andares de altura - o piso de vidro chega a dar vertigem. Agora desça e faça um passeio pelo centro da cidade, de fácil localização. O Golden Triangle é local de entretenimento e inclui a Menara Tower, as Torres Petronas, hotéis, restaurantes e casas noturnas. Três ruas concentram as atividades: Jalan Bukit Bintang, Jalan Sultan Ismail e Jalan P. Ramlee. Chinatown ainda é um centro comercial e está espalhado por dezenas de ruas e lorongs (travessas). O centro de tudo é a Jalan Petaling. A visita a KL fica incompleta sem um mergulho na culinária local: prove os típicos nasi lemak, os condimentos, a sopa de macarrão (noodles), o roti (pão), o teh tarik (chá com leite) e a bebida preta de consistência gelatinosa misturada com leite de soja, que ganhou o nome de "Michael Jackson". Porque KL é multiétnica. Museu NacionalO Muzium Negara é o museu nacional de Kuala Lumpur. Localizado no topo de uma montanha, em Jalan Travers, permite que o visitante tenha um interessante resumo da história e da cultura da Malásia. A própria arquitetura do museu - que mescla o tradicional estilo malaio com linhas modernas - é indício do desenvolvimento do país. ChinatownChinatown, com seus comerciantes agitados e seu trânsito difícil, fica a apenas cinco minutos do centro. Ali perto está o Mercado Central (Pasar Seni), antes o maior mercado de comida fresca, que hoje vende também souvenirs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.