Divulgação
Divulgação

Por dentro dos cenários de'Totalmente Demais', a nova novela das 7

Austrália faz uma participação mais que especial na nova trama da TV Globo, que estreia nesta segunda. Saiba aonde ir para ver de perto as paisagens que aparecem nas gravações

Felipe Mortara, O Estado de S.Paulo

09 Novembro 2015 | 11h54

SYDNEY - A primeira semana de Totalmente Demais, nova novela das 7 que estreia nesta segunda na TV Globo, conta com uma participação mais que especial: as paisagens da Austrália. Os telespectadores embarcam com os personagens rumo a alguns dos principais cartões-postais do país – o Viagem acompanhou uma gravação diante da emblemática Opera House, em Sydney. Contudo, as filmagens foram além da metrópole, e incluíram o paradisíaco arquipélago de Whitsunday’s.

Ao longo de sete dias de agosto e setembro, a equipe enfrentou uma maratona de filmagens, com 38 cenas em 14 diferentes locações. O destino cativou a atriz Juliana Paes. “Uma amiga morou aqui por seis meses e disse que era o único lugar onde moraria fora do Brasil. Quando cheguei pude entender o que ela quis dizer”, contou a intérprete da antagonista Carolina. Fábio Assunção (Arthur) também aprovou a experiência. “Adorei a sensação de segurança, de estar num lugar honesto e lindo.”

A trama conta ainda com Humberto Martins (Germano), Viviane Pasmanter (Lili) e a top Fernanda Motta (Daniele). A protagonista Eliza (Mariana Ruy Barbosa) não aparece nessa fase. Conheça a seguir os inspiradores cenários da novela escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm.

SYDNEY

Ela é (quase) carioca

Inevitável qualquer produção gravada em Sydney exibir, em algum momento, os modernosos traços da Opera House emoldurados pela emblemática Harbour Bridge. Convenhamos: é desnecessário fugir dos clichês. Totalmente Demais nem sequer tentou, usando e abusando dos símbolos da cidade. 

A Harbour Bridge não é só para ser apreciada ao longe, mas para ser escalada. Do alto dos 134 metros do vão central da ponte se tem uma das melhores vistas da metrópole. Uma aventura feita com muita segurança e equipamentos apropriados, em grupos de até 10 pessoas. Desde 152 dólares australianos (R$ 411). 

Dali se avista (claro), a Opera House. Para conhecê-la por dentro, busque com antecedência algum show ou reserve um tour pelo prédio em sydneyoperahouse.com. Outra opção é garantir uma mesa no Bennelong, o mais novo xodó dos gourmands da cidade, com menus de três pratos preparados pelo chef Peter Gilmore a partir de 130 dólares australianos (R$ 352). 

Do lado de fora, o agradável (e turístico) Opera Bar serviu de pano de fundo para uma cena em que os atores Fábio Assunção, Humberto Martins, Viviane Pasmanter, Juliana Paes e Marat Descartes (Pietro) passeiam pela orla e pedem para um passante os fotografar diante do arrojado edifício. 

Para o ator Humberto Martins, a cidade tem um quê de Rio de Janeiro. “As pessoas têm um estilo de vida muito parecido com o dos cariocas. Os parques e a orla estão sempre cheios, me senti em casa.” Favorito dos esportistas e crianças, o Royal Botanic Gardens fica coladinho à Opera House. 

A 10 minutos dali, o Circular Quay é o ponto de partida para os ferries que levam a praias como Manly, reduto de brasileiros, e Balmoral. Ou ainda ao Taronga Zoo, onde vivem coalas, cangurus e ornitorrincos (entrada a 46 dólares australianos ou R$ 124). Procurada por famílias e surfistas, a descolada Bondi Beach também serviu de cenário para gravações. Para chegar ali, vá de ônibus ou táxi.

HAMILTON ISLAND

Ensaio fotográfico na Grande Barreira

Porta de entrada para o mar cristalino da Grande Barreira de Corais, o arquipélago de Whitsunday’s, a duas horas de voo de Sydney, chamou a atenção da produção de Totalmente Demais. Entre as 74 ilhas do arquipélago, a escolhida para o alojamento da equipe foi a bem estruturada Hamilton Island.

É nesse cenário que a modelo Daniele (Fernanda Motta) protagoniza um inusitado ensaio subaquático, motivo que traz a trama para a Austrália. “Estou acostumada a mergulhar com cilindro, mas desta vez foi tudo no peito e sem máscara. Vi um tubarão, uma arraia e vários peixes coloridos”, diz Fernanda.  De fato, o mergulho é o grande chamariz da região, com mais de 1.500 espécies de peixes. Apenas com máscara e snorkel já dá para se encantar com esse imenso aquário natural – há tours de barco a partir de 129 dólares australianos (R$ 349). Nunca mergulhou de cilindro? É possível encarar o chamado batismo descendo a até 12 metros de profundidade na companhia de um instrutor (349 dólares australianos ou R$ 945), mas considere chegar ao país com sua carteirinha de mergulhador em mãos. Você não vai se arrepender.

Dos ares. Depois de descobrir a Grande Barreira de Corais de dentro da água, avistá-la do céu é surpreendente. O sobrevoo de hidroavião dura 50 minutos – um dos destaques românticos do passeio é o pequenino reef em formato de coração, que demanda alguma boa vontade para ser identificado no meio de tantos recifes. O pacote (muito procurado por casais) inclui parada em meio às areias branquíssimas da praia Whitehaven, com direito a piquenique e champanhe. Custa 449 dólares australianos (R$ 1.216). Escolha seu passeio em hamiltonisland.com.au.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.