Jane Ross/Reuters
Jane Ross/Reuters

Primeiro 'porco de terapia' é centro das atenções no aeroporto de São Francisco

Considerada o primeiro porco de terapia aeroportuária, LiLou faz parte de um programa que leva animais a aeroportos para ajudar passageiros que sofrem com ansiedade

Jane Ross, Reuters

18 de novembro de 2019 | 09h00

Porcos podem não voar, mas LiLou, um porco terapêutico, quer tornar as viagens aéreas menos estressantes.

A porquinha de cinco anos da raça Juliana e sua proprietária, Tatyana Danilova, fazem parte da Wag Brigade (Brigada do Rabo Abanando) do Aeroporto Internacional de São Francisco - um programa que leva animais de terapia ao aeroporto para animar os passageiros e ajudar a aliviar a ansiedade de viajar.

Vestida com um quepe de piloto e com as unhas dos pés pintadas de vermelho brilhante, LiLou passa pelo detector de metais na segurança do aeroporto e corre para os portões de embarque. Ela levanta um casco em saudação, posa para selfies e diverte os passageiros que partem com uma música no piano de brinquedo.

“As pessoas ficam muito felizes em se distrair da viagem, de suas rotinas, quer estejam viajando em férias ou por trabalho”, disse Danilova. "Todo mundo geralmente fica muito feliz, e isso faz com que parem por um segundo, sorriam e digam ‘oh, isso é ótimo’”.

Quando não está encantando os passageiros no aeroporto, LiLou mora com Danilova em seu apartamento no centro de São Francisco, onde ela desfruta de uma dieta de vegetais orgânicos e grãos de proteínas, dorme em sua própria cama e faz caminhadas diárias pelo bairro.

Danilova diz que LiLou adora interagir com as pessoas, mas, como animal, não gosta que alguém se aproxime dela por trás.

Truques como um cachorro

No aeroporto, Katie Schroeder, de oito anos, de San Ramon, Califórnia, gritou de alegria quando LiLou tocou uma música em seu piano, usando os cascos e focinho. “Eu nunca vi um porco no aeroporto. Ela consegue fazer truques como um cachorro” disse a menina.

Gerente de serviços a clientes, Jennifer Kazarian diz que LiLou é o primeiro “porco de terapia aeroportuária” do mundo em um programa "Wag Brigade", que inclui cães de todas as raças e tamanhos e foi criado para levar um senso de comunidade ao aeroporto.

LEIA MAIS - Conheça os 5 voos mais longos do mundo

“Quando lançamos o programa, nosso principal objetivo era aliviar o estresse de nossos passageiros. No entanto, descobrimos que conseguimos estabelecer uma conexão com os passageiros e isso foi totalmente incrível”, disse Kazarian.

Todos os animais da terapia participam de um programa de treinamento com a sociedade protetora dos animais de São Francisco e devem ter um temperamento estável, boas maneiras e uma personalidade amigável, disse ela. Quanto a pequenos “acidentes”, Kazarian disse que não ocorreu nenhum. Todos os animais, incluindo LiLou, são treinados em casa. / TRADUÇÃO DE CLAUDIA BOZZO. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.