Porto de Galinhas mantém o calor e diminui o preço de estadias

Clima segue agradável no destino pernambucano, mas diárias custam até 30% menos

Fernando Victorino / ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

16 Junho 2016 | 05h00

Na dúvida, vá para Porto de Galinhas. Tem peixinhos para ver de perto, água calma e morna, é familiar e, ao mesmo tempo, cenário ideal para quem quer estar a dois. A 60 quilômetros do Recife, tem ligação pelo asfalto e não exige peripécia off road ou fluvial. O acesso fácil está entre as razões para a região ter atraído 1,2 milhão de pessoas em 2015, ano em que Porto de Galinhas se tornou um dos dez destinos mais procurados do Brasil, de acordo com pesquisa da Geofusion, divulgada pelo Ministério do Turismo.

No inverno, os preços de Porto de Galinhas caem, mas a temperatura continua agradável – entre 20 e 27 graus, de maio e agosto. As diárias em julho ficam de 20% a 30% mais baratas do que em janeiro, de acordo com o Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau (portodegalinhas.org.br), o órgão oficial de turismo do destino.

Inaugurado para o último verão, o Tabaobí Smart Hotel é um bom exemplo da combinação de serviços com preço acessível. A 300 metros da Praia do Cupe, tem 56 quartos e oferece o básico da hotelaria moderna, incluindo Wi-Fi. Para julho, o site do hotel mostrava preços a partir de R$ 298 (quarto duplo) e R$ 398 (até quatro pessoas).

Comparados ao verão, os pacotes da CVC em julho são 15% mais em conta. Sete noites, com aéreo e traslado, custam a partir de R$ 1.678 por pessoa em quarto duplo com café. Em 2015, a operadora levou cerca de 135 mil pessoas a Porto de Galinhas. Perto de 80% do público do destino é composto por famílias, informa o Convention & Visitors Bureau. A praia de Porto de Galinhas, que dá nome à vila, é uma das sete da região. Cada uma atende a um perfil.

Pelo litoral. Protegida por uma barreira de corais, Muro Alto vira uma grande piscina, boa para passeios de jangada e stand-up paddle. A calmaria da praia, onde se concentram resorts, é convite ao banho, principalmente para crianças. Cupe, a praia seguinte, apresenta ondas mais fortes e alterna hotelões com acomodações mais intimistas.

Ficar na Praia de Porto de Galinhas é estar no centro de tudo: entretenimento e alimentação. Na Rua Beijupirá estão alguns dos restaurantes mais bem avaliados no Trip Adivisor, como o Beijupirá, que mescla pescado com frutas locais. Na mesma rua, a Birosca da Cachaça é uma das casas noturnas mais animadas, com DJs. Para dançar forró, vá ao Lua Calliente, perto da vila. Tem instrutores de dança.

No Centro fica a associação de bugueiros. Você pode contratar os passeios ali ou na recepção dos hotéis. Pegue o percurso Ponta a Ponta, de Muro Alto ao Pontal de Maracaípe, no encontro do rio com o mar. Tome uma jangada para percorrer os manguezais e ver de caranguejos a cavalos-marinhos.

Mas as piscinas naturais ainda são a atração mais concorrida de Porto de Galinhas. Quanto mais baixa a maré, melhor para ver os peixinhos (e o mapa do Brasil formado pelos corais).

Ao sul da vila, a Praia de Maracaípe é imã de surfistas, com ondas de até 2,5 metros. Atrai outras tribos para o polo gastronômico da Vila de Todos os Santos, em points como o João Restaurante, com piscina e redes. Comodidade que reflete a boa-vida de Porto de Galinhas.

Dica de economia

Para gastar menos com hospedagem em qualquer época do ano, fique na área central de Porto de Galinhas, onde existem apenas pousadas, com preços que chegam a menos da metade dos valores dos hotéis e resorts localizados nas praias. A oferta de pousadas é boa, e a proximidade entre elas as deixa com preços mais em conta. Hospedar-se no centro tem ainda a vantagem de estar perto de lojas e restaurantes. A Rua Esperança, a principal da vila, concentra opções de hospedagem e alimentação com bom custo-benefício (como o Barcaxeira) e lojas, com destaque para as de artesanato e suas indefectíveis galinhas d’angola, marca registrada do destino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.