PUBLICIDADE

Portugal e Barcelona em 17 dias

Vamos em maio a Portugal, com base em Cascais, onde tenho família. Teremos 17 dias. A intenção inicial era fazer Portugal e sul da Espanha, mas já me convenceram a ir até Barcelona. Penso em subir ao Porto, ir de avião a Barcelona e então de trem ou carro pela Espanha. O que acha? (Claudia, São Paulo)

Ricardo Freire, O Estado de S. Paulo

30 de dezembro de 2014 | 14h46

Costumamos imaginar, erroneamente, que Portugal e Espanha cabem inteiros numa viagem de duas semanas. O resultado tende a ser um roteiro com ritmo de excursão, mas sem a logística azeitada de uma excursão.

É preciso entender que o dia de mudança de base sempre é um dia meio perdido, com check-out de hotel, deslocamento e check-in no novo hotel sugando seu tempo e sua energia. Cidades como Lisboa, Madri e Barcelona requerem um mínimo de três dias (sem contar o dia da chegada) de exploração intensa para revelar apenas suas atrações principais e mais conhecidas. Sevilha e Porto requerem dois dias inteiros. 

Com 17 dias e as paradas listadas, não vai dar para inventar muito em Portugal. Dedique quatro noites a Lisboa e três ao Porto. Então voe a Barcelona, ficando quatro noites por lá. Voe a Granada, hospede-se por duas noites, e então alugue um carro, seguindo para Ronda (uma noite), Pueblos Blancos (a caminho de Sevilha) e Sevilha (três noites). Devolva o carro ao chegar a Sevilha e siga de avião ou ônibus a Lisboa.

A viagem fica mais racional e proveitosa se você escolher entre o Norte de Portugal com Barcelona ou a Andaluzia. Se for na direção sul, fique quatro noites em Cascais para esgotar Lisboa e visitar Sintra, e então alugue um carro. Fique duas noites em Évora, tirando um dia para passear pelo Alentejo (Monsaraz, Marvão). Cruze a fronteira em Badajoz e durma uma noite em Córdoba. Siga a Granada, passe duas noites (para visitar com fôlego a Alhambra no segundo dia). Prossiga a Ronda (uma noite) e Pueblos Blancos, dormindo três noites em Sevilha. Volte a Portugal pelo Algarve, programando duas noites em Tavira ou Lagos. Devolva o carro ao voltar a Lisboa.

Optando pela direção norte, fique as quatro primeiras noites em Cascais. Então alugue o carro, visite Batalha e Fátima a caminho de Coimbra, onde você fica duas noites. Suba ao Porto, passando por Aveiro, e fique cinco noites; tire um dia para ir ao Peso da Régua passear de barco pelo Douro vinhateiro e outro para visitar Guimarães e Braga. Devolva o carro e siga de ônibus a Santiago de Compostela. Fique duas noites. Voe a Barcelona para quatro noites. Voe de volta a Portugal.

Tudo o que sabemos sobre:
Ricardo Freire

Encontrou algum erro? Entre em contato

PUBLICIDADE

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.