Praga festeja 20 anos de liberdade

Jovens vão refazer a passeata de 1989, contra regime comunista, que terminará em um grande show

10 Novembro 2009 | 01h51

.

CIDADE VELHA - Old Town Hall recebe exposição fotográfica    

 

Estudantes insatisfeitos com o regime comunista da antiga Checoslováquia foram às ruas em 17 de novembro de 1989. Essa caminhada pacífica pela cidade de Praga marcou o início da chamada Revolução de Veludo, que pôs fim ao governo socialista no território. Para homenagear os 20 anos de liberdade, o trajeto vai ser refeito. E é apenas um dos eventos que vão movimentar a cidade.

VINTE ANOS SEM CORTINA

Seguindo o caminho percorrido há 20 anos, estudantes marcharão novamente pela hoje capital da República Checa. A saída será às 15 horas da Rua Albertov e terminará na estação de metrô Národní trída. Ali, haverá um grande show em seguida, com artistas checos que foram forçados a se adequar às regras do socialismo nas décadas de 1970 e 1980 e outros mais jovens, que pouco se lembram da Revolução de Veludo. Dia 17/11; www.oponaops.eu.

BE FREE

A mostra do Museu Nacional vai recriar a atmosfera do regime. Destaque para o balão Rádio Free Europe, de onde eram atirados panfletos defendendo os acusados do governo. De 17/11 a 6/7/2010; www.nm.cz.

1989 ATRAVÉS DOS OLHOS DOS FOTÓGRAFOS

Cerca de 300 fotos do período da Cortina de Ferro e da Revolução de Veludo estão em exibição no Old Town Hall. Todas foram feitas pelas lentes de fotógrafos checos. Até 31/12; www.czechtourism.com.

AQUELE TEMPO NO LESTE

Exibição de fotografias na Stone Bell House que mostram como era a vida dos que viviam na Checoslováquia socialista. Até 3/1/2010; www.ghmp.cz.

TOUR REVOLUÇÃO DE VELUDO

Siga os passos dos estudantes que começaram a revolução de 1989. Aproveite para ouvir histórias sobre o regime e conhecer importantes pontos da capital, como o Teatro Nacional e a Praça Venceslau. Disponível o ano todo. Informações: www.guide-prague.cz.

MUSEU DO COMUNISMO

A exposição permanente do museu mostra o antigo regime sob vários aspectos: educação, arte, rotina da população e vida política. O visitante também pode conferir como era o sistema de interrogatório usado pela Polícia Secreta do governo. Site: www.muzeumkomunismu.cz.

TURISMO DARK

Em Príbram, ao sul da capital, estão dois famosos lugares "dark", ou seja, que já foram palcos de tragédias, o Vojna Memorial e o Museu das Vítimas do Regime Comunista. O local serviu de prisão para opositores do governo, que eram forçados a executar trabalhos pesados na mina de ferro e urânio que funcionava ali. Informações: www.muzeum-pribram.cz.

Mais conteúdo sobre:
Viagem & Aventura República Checa Praga

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.