Projeto Tamar
Projeto Tamar

Praia do Forte com crianças

Na Bahia, infraestrutura e sossego se misturam

Thiago Momm e Karen Abreu, Especial para o Estado

30 Novembro 2017 | 04h28

Águas calmas, estrutura de serviços que não deixa os pais na mão e atrações que as crianças vão amar. A vila e sua teia de ruas percorridas por pedestres, bicicletas e tuk-tuks podem não dar a ideia do quanto há para se fazer na Praia do Forte, a 80 quilômetros de Salvador

O programa número 1, claro, é a praia. As que estão à esquerda do Projeto Tamar têm pedras, então o melhor é caminhar alguns minutos para a esquerda até as barracas da Praia da Pedra do Chapéu, alcançada também passando por dentro do condomínio Aldeia dos Pescadores. Banho de mar seguro garantido – assim como petiscos e drinques. Se a maré estiver baixa, mais dez minutos à esquerda e chega-se às piscinas naturais do Papa Gente, que ficam rente à orla e se enchem de peixinhos durante a vazante. 

O Projeto Tamar (tamar.org.br), aliás, tem na vila baiana sua matriz, em funcionamento há 35 anos. Além da visita aos tanques e aquários com 600 mil litros d’água para ver quatro das cinco espécies de tartarugas-marinhas existentes no Brasil, o espaço realiza a soltura de filhotes. Em dezembro, há diversas atividades especiais de férias para as crianças. 

Para os maiorzinhos, o Castelo Garcia d’Ávila, ou Casa da Torre (casadatorre.org.br), complexo fortificado com ruínas preservadas que remonta ao século 16, a 5 quilômetros da vila, é um passeio divertido. Sua história se vincula à do surgimento da primeira capital brasileira, Salvador, fundada em 1549. Ainda que não haja tour guiado (apenas a apresentação de um vídeo), a visita é bacana para a garotada se embrenhar na história do Brasil com diversão. 

A Reserva de Sapiranga é a continuação natural desse passeio e pode ser explorada em trilhas (há opções de 15 minutos a 4 horas)e de bicicleta, cavalo e quadriciclo. Nessa área fica o Rio Pojuca, onde, além de banhos, a boa é praticar caiaque e stand up paddle (SUP).

Giro na vizinhança. A Praia do Forte é um bom ponto de partida para explorar as ótimas praias ao redor, como Imbassaí, a 14 quilômetros dali. A geografia singular é propícia para desfrutar com crianças: de um lado, está o rio – tranquilo, de águas quentinhas, perfeito para ficar ali na beirinha – do outro, o mar, para brincar de mergulhar sob as ondas (mas atenção à correnteza). Os quiosques recentemente foram remodelados e, agora, estão mais próximos ao mar. A vila ganhou ainda ciclovia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.