Praia, spas e, com sorte, sol

Não demos sorte no dia em que visitamos Pärnu, conhecida como a "capital do verão" na Estônia. O sol até surgiu tímido naquele final de primavera, mas o vento frio não animava a abandonar os casacos. Ainda assim, foi agradável caminhar pelo centro.

PÄRNU, O Estado de S.Paulo

12 Agosto 2014 | 02h06

No final do século 19, Pärnu já era cobiçada pela aristocracia dos países do Báltico, e as antigas mansões que estão por todo o lado são a prova disso. Além da praia ampla, de areia fina, tratamentos com lama ganharam fama. E vieram os spas.

O primeiro foi aberto em 1838. Hoje, há vários na cidade - o mais famoso é o Tervise Paradise (terviseparadiis.ee). Com padrão quatro-estrelas, oferece tratamentos para hóspedes ou não (há opções para crianças), e ainda conta com um parque aquático indoor que funciona o ano todo, com chuva, neve ou sol. O tíquete para adultos, válido o dia todo, custa 14.

A praia está a 15 minutos do simpático centrinho, que, apesar de preservado, também tem espaço para o grafite. De acordo com a guia Malle Tiida, há competições do gênero durante o Night of Arts, festival que ocorre neste sábado com música, dança, instalações, exposições e outras expressões artísticas. O verão, aliás, é a época em que a cidade acontece: todos os dias há algum evento, festa ou sessão de cinema ao ar livre. Siga a programação em visitparnu.com.

A cidade também é orgulhosa de seus concertos, que podem ser realizados tanto na moderna sala Kontserdisaal (concert.ee) quando na Igreja Eliisabet, erguida em 1747 e dotada de excelente acústica.

Muitas das antigas mansões de veraneio se transformaram em cafés e restaurantes. Caso do Supelsaksad (supelsaksad.ee), ótimo para uma refeição despretensiosa. O clima vintage, com poltronas coloridas, paredes com pinturas inspiradas e decoração delicada fazem você se sentir em casa. Há quadros com cartões-postais antigos, onde se vê que os trajes de banho mudaram bastante, mas não a cidade. No cardápio, saladas, sopas, massas e bolos caprichados - uma refeição com bebidas custa em torno de 20 por pessoa. / A.M.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.