Pratos e estrelas para todos os bolsos

Único restaurante três-estrelas do Guia Michelin em Mônaco, o Louis XV fica no Hotel de Paris (hoteldeparismontecarlo.com) e está sob a batuta do renomado chef Alain Ducasse. Além do cardápio normal (em que um ravióli com cogumelos custa €155), há menus especiais - no almoço, € 145 dão direito a entrada, refeição, sobremesa, queijos e vinhos selecionados pelo sommelier.

O Estado de S.Paulo

30 Abril 2013 | 02h10

Joël Robuchon (joel-robuchon.net), o chef mais estrelado do mundo, com 26 ao todo, comanda dois restaurantes no Hôtel Metropole: o japonês Yoshi (uma estrela) e o que leva o seu nome (duas estrelas), o qual eu visitei. Robuchon fez de seu purê de batata (com muita manteiga) uma instituição, mas este é só um dos destaques do menu. Dá para fazer uma boa refeição por até 50, porém, com caviar de entrada, lagosta de prato principal, uma sensacional torta de canela e uma modesta garrafa de vinho, a conta passa fácil dos 400.

A sugestão fica para qualquer hora do dia. Pode ser no café da manhã, no almoço ou à tardinha, após um mergulho no mar. Afinal, o Lê Festival Pizzeria de Caterina é um dos pequenos estabelecimentos que ficam na orla, para qualquer bolso. Sem café da manhã no meu hotel e depois de uma boa caminhada, queria apenas um misto quente com suco de laranja, mas esqueci que o misto deles é diferente. Numa grande baguete, me deixou sem fome para o almoço. Gasto total: 11,50.

Mais um restaurante em que a vista é para o mar. Nesse caso, não para as praias, e sim para o famoso estacionamento de iates e lanchas, um dos cenários mais tradicionais de Mônaco. O almoço no Miramar pode sair por menos de  20, dependendo do prato escolhido, com uma bebida. O famoso coq au vin (frango ao vinho) estava por 12 quando lá estive, enquanto o ravióli custava dois euros a menos. Justo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.