Bruno Deiro/AE
Bruno Deiro/AE

Programas para a família. Na neve e longe dela

Quem está distante de ser expert tem espaço garantido em Mont Tremblant

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

23 Fevereiro 2010 | 02h58

No chamado French Canada, o esqui é o pano de fundo para uma experiência valiosa também em termos de cultura e gastronomia. O refinado vilarejo de Mont Tremblant, separado de Montreal (leia mais abaixo) por razoáveis 130 quilômetros, tem infraestrutura voltada a famílias e casais, e surge como alternativa para iniciantes e esquiadores de nível intermediário, que têm à disposição metade do complexo.

Isso em parte por causa da altitude das montanhas, cujos topos não passam de 875 metros. Por lá, a neve começa a cair em novembro e fica em boas condições até o fim de abril, cobrindo 78 quilômetros esquiáveis de extensão, divididos em 95 trilhas.

Quem se cansar de esquiar pode se aventurar em outras atividades, como snowshoeing (caminhada com sapatos de neve), escalada e patinação no gelo. As crianças também contam com programação intensa, que inclui aulas dos esportes e atividades com monitores.

Após a prática de exercícios, o momento relax ocorre no Scandinave Spa. Trata-se, na verdade, de outro teste de coragem. Imagine entrar, sob um frio de 10 graus negativos, em uma água literalmente congelando: esse é o chamado banho escandinavo. Após o rápido mergulho - nem os mais bravos aguentam mais do que 20 segundos - para ativar a circulação, uma piscina de água quente, logo ao lado, é a salvação.

Relaxou demais? Confira sua sorte no cassino do complexo. Mas não se esqueça que está gastando em dólares canadenses, e não em real.

ESTRELAS

As casas e prédios com telhados coloridos lembram a parte histórica da cidade de Quebec - 90% das 9 mil pessoas que moram em Tremblant têm o francês como primeira língua. Embora o vilarejo não faça parte do circuito oficial da badalação na neve, estrelas de Hollywood não são raras por lá: Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones têm uma mansão ali perto.

O local é repleto de lojas, algumas de grife, que oferecem de equipamentos esportivos bem caros a souvenirs. No caminho para as montanhas, não esqueça a pausa para se aquecer com um delicioso chocolate quente caseiro, como o servido no Crème de la Crème. Ou invista no bem servido fondue do La Savoie, acompanhado de algum rótulo da variada carta de vinhos da casa.

Mais conteúdo sobre:
Canadá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.