Qual a importância dos guias - impressos e nos lugares?

Gabriel Britto dá muito valor aos guias impressos de viagem e recomenda pesquisar o quanto antes para encontrar um deles – mesmo que não em português – a tempo de ser entregue na sua casa. “Se uma editora se dispôs a investir em um guia, é porque existe uma demanda turística no lugar e, provavelmente, alguma infraestrutura”, avalia. 

Mônica Nóbrega, O Estado de S. Paulo

12 Agosto 2015 | 14h59

Há que se considerar também que, em alguns destinos ou passeios específicos, será indispensável contratar guia – e um guia só para você ou seu grupo pode aumentar muito a qualidade do passeio. Todos esses gastos extras devem ser incluídos nos custos.

Inclua também o valor pago pela emissão dos documentos. Afinal, passaporte – o novo documento brasileiro custa R$ 257,25 – e vistos podem representar um custo considerável.

LEIA MAIS: Como usar as suas milhas da melhor forma

Mais conteúdo sobre:
roteiro de viagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.